PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Andrey desabafa após terceira derrota seguida do Vasco: "Tá uma m..."

Andrey toca a bola durante Vasco e Operário-PR pela Série B - JOãO VITOR REZENDE BORBA/AGIF - AGÊNCIA DE FOTOGRAFIA/ESTADÃO CONTEÚDO
Andrey toca a bola durante Vasco e Operário-PR pela Série B Imagem: JOãO VITOR REZENDE BORBA/AGIF - AGÊNCIA DE FOTOGRAFIA/ESTADÃO CONTEÚDO

Colaboração para o UOL, em São Paulo

21/08/2021 21h08

O volante Andrey, 23, do Vasco, se mostrou consternado com a situação da equipe com a derrota por 2 a 0 para o Operário, a terceira seguida do Cruz-Maltino na competição, e falou sobre a indignação com o momento logo após a partida.

"Eu como cria do Vasco, tenho vergonha de vir aqui e falar pros 20 milhões de torcedores. Nosso sentimento tem que ser de vergonha na cara. Temos que ser duros com a gente mesmo. A gente tem que botar a cara, ganhar, estar entre os quatro. Eu me sinto totalmente desrespeitando a torcida do Vasco, peço desculpa a todos, mas temos que sentar a cabeça no travesseiro e virar completamente a chave", afirmou o meio-campista.

Nas duas rodadas anteriores, o Vasco havia sido derrotado por 2 a 1 para o Remo e para o Londrina. Contra os paraenses, o Cruz-Maltino perdeu também a chance de entrar na zona de acesso à Série A do Brasileirão. Na partida seguinte, a última do primeiro turno, a equipe chegou a estar à frente do placar, mas sofreu a virada para o Tubarão em São Januário

O revés da noite desse sábado (21), em Ponta Grossa-PR, afastou o Vasco ainda mais do G-4, ocupando agora a 11ª posição, com 28 pontos. O Avaí, quarto colocado, tem 33.

Desde os cinco anos de idade no Gigante da Colina, Andrey continuou com o desabafo e afirmou que o time precisa de uma mudança urgente: "Tá uma merda, tá uma bosta, e a gente tem que mudar. E se não mudar, a gente vai continuar na Série B. O Vasco é gigante, um clube de muita tradição. Precisamos reverter logo essa situação. Sentimento de merda de estar aqui falando e representando os jogadores".

O próximo compromisso do Vasco será no dia 29 (domingo), contra a Ponte Preta, em São Januário, pela 21ª rodada.

Futebol