PUBLICIDADE
Topo

Atlético-MG

Máscaras, assistência e golaço marcam primeiro encontro de Hulk e a 'Massa'

Hulk chegou ao 18º gol com a camisa do Atlético-MG e também à 11ª assistência pelo alvinegro - Agência I7/Mineirão
Hulk chegou ao 18º gol com a camisa do Atlético-MG e também à 11ª assistência pelo alvinegro Imagem: Agência I7/Mineirão

Henrique André

Do UOL, em Belo Horizonte

18/08/2021 23h28

A primeira vez costuma ser inesquecível. No inédito encontro entre o atacante Hulk e a torcida do Atlético-MG, a máxima, inclusive, se fez valer no Mineirão. No duelo em que o time brasileiro garantiu vaga nas semifinais da Libertadores, com vitória por 3 a 0 sobre o River Plate-ARG, o camisa 7 coroou a recepção vinda das cadeiras do Gigante da Pampulha com golaço e assistência. Esta foi a 40ª partida dele desde que retornou ao Brasil.

Antes mesmo dos portões do estádio serem abertos, o clima de decisão dominava o ânimo dos atleticanos. Com a liberação de público após 529 dias, houve aglomeração no entorno do Mineirão e muita festa; o carnaval feito na tradicional "Rua do Peixe" ignorava totalmente as medidas de segurança neste período de pandemia e, apesar de arrepiante, foi o destaque negativo da noite.

Aproveitando a excelente fase do Alvinegro, ambulantes lucraram com máscaras do paraibano de 34 anos. Enquanto alguns vendiam o produto por R$ 10, outros dobravam o valor, parecendo pressentir que o atacante daria show dentro das quatro linhas.

hulk - Henrique André - Henrique André
Máscaras de Hulk foram vendidas por até R$ 20 antes de a bola rolar no Mineirão
Imagem: Henrique André

Assim que o sistema de som do principal palco do futebol mineiro anunciou o nome de Hulk durante a escalação, os mais de 17 mil presentes ao Gigante da Pampulha foram à loucura, gritando em alto e bom tom "Hulk! Hulk! Hulk!".

Com a bola rolando, o Atlético-MG se impôs como dono da casa. Apesar de um milagre feito por Everson quando o zero ainda insistia no placar, logo veio o primeiro gol da noite. Com assistência do atacante, a 11ª pelo time, Zaracho fez uma pintura de gol, acertando um lindo voleio aos 21 minutos.

Aos 33, foi a vez do iestufar a rede. Com muita frieza, ele tocou por cima do goleiro Armani e correu para o abraço. Com o tento sobre o River, ele chegou a 18 pelo Galo e é o artilheiro isolado da equipe na temporada. Aos 23 do segundo tempo, como se fosse replay, ele repetiu a jogada, mas acabou vendo a bola sair pela linha de fundo.

Para coroar a atuação do camisa 7, Cuca o substituiu segundo depois. Ovacionado, ele deixou o gramado do Mineirão nos braços da torcida, quando o placar já apontava 3 a 0. Inspirado Zaracho já tinha deixado mais um.

No primeiro encontro, uma noite perfeita em Belo Horizonte. Nas semifinais, o Atlético-MG terá pela frente o Palmeiras.

Atlético-MG