PUBLICIDADE
Topo

Cruzeiro

Cruzeiro só empata com o Vitória e perde chance de abrir distância do Z4

Cruzeiro recebe o Vitória e equipes só empatam no estádio Independência, em Belo Horizonte - RODNEY COSTA/FUTURA PRESS/ESTADÃO CONTEÚDO
Cruzeiro recebe o Vitória e equipes só empatam no estádio Independência, em Belo Horizonte Imagem: RODNEY COSTA/FUTURA PRESS/ESTADÃO CONTEÚDO

Do UOL, em Belo Horizonte

11/08/2021 20h53

Classificação e Jogos

Em um jogo cheio de lances de gol no estádio Independência, Cruzeiro e Vitória ficaram no empate por 2 a 2, na noite de hoje (11), pela 17ª rodada da Série B do Campeonato Brasileiro. Os gols do duelo foram marcados por Samuel (2), para os baianos, com Rafael Sobis e Giovanni anotando os tentos da Raposa. O placar não foi favorável nem para um e nem para outro, já que ambas as equipes lutam para sair da parte de baixo da tabela de classificação.

O Vitória abriu o placar, e o Cruzeiro até conseguiu a virada, mas não sustentou o resultado no segundo tempo.

Com o resultado a Raposa soma apenas um ponto, chega aos 17, e fica na 15ª colocação. O Leão fica na zona de rebaixamento, na 17ª posição, com 14 pontos, já que a Ponte Preta venceu o Londrina [2 a 1] e impediu que os baianos saíssem do Z4.

Agora a Raposa receberá o Sampaio Corrêa, também no Horto, no sábado, às 16h30 (de Brasília), pela 18ª rodada. O Vitória joga no domingo contra o CRB, no Barradão, em Salvador, às 16h.

O jogo

O Cruzeiro não foi bem no primeiro tempo, muito pelas escolhas do técnico Vanderlei Luxemburgo. Usar Rafael Sobis e Ariel Cabral juntos fez com que o time ficasse sem velocidade — e criatividade — na transição ofensiva. Ao jogar em casa o time precisava de mais força no ataque, o que faltou bastante na primeira metade do jogo.

Somado a esse problema, a Raposa ainda sofreu por uma falha individual de Rômulo, que cometeu pênalti infantil em Marcinho, lance que ocasionou o gol do Vitória praticamente na metade da primeira etapa. O goleiro Fábio, em entrevista ao canal Premiere no encerramento dos 45 minutos iniciais, caracterizou o lance como "inusitado e infeliz". O camisa 1 ainda frisou que o Vitória jogou nos erros do Cruzeiro.

No segundo tempo brilhou a estrela do técnico Vanderlei Luxemburgo, que fez mudanças importantes e logo nos minutos iniciais um jogador que estava mal na primeira etapa empatou a partida. As alterações deixaram a Raposa mais forte no meio e no ataque, dando mais trabalho ao setor defensivo do Vitória. O meia Giovanni, assim como havia acontecido contra o Brusque, arriscou de fora da área e contou com o desvio em um jogador do Vitória. Em consequência disso, mais uma virada da Raposa.

Só que em um lance importante do atacante Samuel o Vitória empatou novamente o jogo, após bobeira do sistema defensivo do Cruzeiro, o pior desta Série B.

Quem foi bem: Samuel e Giovanni

O atacante do Vitória fez dois gols, um de pênalti e outro em lance digno de camisa 9, dentro da área, após tirar o goleiro da jogada. Giovanni entrou e chamou a responsabilidade, pedindo a bola, marcando gol e movimentando o setor ofensivo celeste.

Quem foi mal: João Victor e Rômulo

Rômulo cometeu um pênalti infantil no primeiro tempo e prejudicou o Cruzeiro. João Victor esteve desligado no jogo, principalmente no segundo tempo, justamente na etapa em que o Cruzeiro virou o jogo.

Gafe do Vitória

O estagiário do clube baiano cometeu uma gafe ao divulgar a escalação do Vitória no pré-jogo. O material gráfico publicado no Twitter do clube, em um primeiro momento, tinha a menção de Ramon Menezes como técnico do clube - o treinador não comanda mais a equipe rubro-negra. Torcedores notaram o equívoco, e o departamento de comunicação do time de Salvador corrigiu a informação.

Recepção calorosa da torcida

Horas antes do confronto, dezenas de torcedores estiveram na porta do estádio para recepcionar o ônibus que trazia os jogadores do Cruzeiro. Os cruzeirenses empunhavam bandeiras e tocavam instrumentos de percussão, além de soltar fogos de artifício. Naquele momento a euforia já era grande, até mesmo pela expectativa que aumentava em relação ao trabalho de Vanderlei Luxemburgo.

Fim de jejum

O gol de empate do Cruzeiro saiu dos pés de Rafael Sobis, que não marcava um gol desde o dia 2 de maio deste ano. Com o tento em cima do Vitoria o atacante encerra um jejum de 100 dias sem marcar. O último gol havia sido anotado no clássico com o América-MG, no Campeonato Mineiro.

Cronologia do jogo

Aos 21 minutos do primeiro tempo, o árbitro Savio Pereira Sampaio marcou pênalti de Rômulo em Marcinho.

Aos 23 minutos do primeiro tempo, Samuel cobrou o pênalti e abriu o placar para o Vitória: 0 a 1.

Aos 4 minutos do segundo tempo, Rafael Sobis recebe passe de Wellington Nem, após falha da defesa do Vitória, e bate para o fundo das redes de Lucas Arcanjo: 1 a 1.

Aos 23 minutos do segundo tempo, Giovanni chuta de fora da área, conta com um desvio no meio do caminho que engana o goleiro do Vitória, e vira para a Raposa: 2 a 1.

Aos 34 minutos do segundo tempo, Samuel fez o segundo do Vitória, após lance digno de um camisa 9, que com persistência, após tirar o goleiro da jogada, empatou: 2 a 2.

FICHA TÉCNICA

CRUZEIRO 2 X 2 VITÓRIA

Motivo: 17ª rodada da Série B do Campeonato Brasileiro
Local: Estádio Independência, em Belo Horizonte (MG)
Data e horário: 11 de agosto de 2021, às 19h (de Brasília)
Árbitro: Savio Pereira Sampaio
Assistentes: Daniel H. da Silva Andrade (DF) e José R. Nascimento Junior (DF)
Gols: Samuel (23' 1ºT e 34' 2ºT); Rafael Sobis (4' 2ºT), Giovanni (23' 2ºT)
Cartão amarelo: Wellington Nem, Bruno José, Giovanni, Jean Victor (CRU); João Victor, Pablo Siles, Roberto, Samuel
Cartão vermelho: Não houve

CRUZEIRO: Fábio; Rômulo (Norberto), Ramon, Eduardo Brock e Jean Victor; Flávio (Giovanni), Ariel Cabral (Adriano) e Rafael Sobis (Matheus Neris); Bruno José, Wellington Nem e Marcelo Moreno (Marcinho). Técnico: Vanderlei Luxemburgo

VITÓRIA: Lucas Arcanjo; Raul Prata, João Victor, Mateus Moraes e Roberto; Pablo Siles, Fernando Neto (Eduardo) e Bruno Oliveira (Soares); Guilherme Santos (David), Marcinho e Samuel (Eron). Técnico:

Cruzeiro