PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Santos e Corinthians empatam sem gols em clássico marcado pelo uso do VAR

Yago Rudá

Do UOL, em São Paulo

08/08/2021 17h56

Classificação e Jogos

Não houve vencedor no clássico paulista da 15ª rodada do Campeonato Brasileiro. Na tarde deste domingo (8), Santos e Corinthians ficaram em 0 a 0, na Vila Belmiro, em um jogo marcado pela ação do VAR em duas oportunidades: a primeira para anular um gol corintiano e, poucos minutos depois, para auxiliar o árbitro Flávio Rodrigues de Souza a reverter a marcação de pênalti também a favor do clube do Parque São Jorge.

Com as duas equipes preocupadas com seu sistema defensivo, o clássico não teve grandes lances de criação. O Corinthians criou mais chances de vencer a partida, quase todas em jogadas de contra-ataque em velocidade. No fim, o Santos tentou se lançar ao ataque e ficou preso na compactação da defesa corintiana.

O empate deixa os paulistas no meio da tabela de classificação do Brasileiro. O Santos chega a 20 pontos na competição, enquanto o Corinthians consegue seu 18º ponto. Ambas as equipes permanecem dentro da zona intermediária da tabela, que hoje renderia classificação para a Copa Sul-Americana da próxima temporada.

Estreia de Giuliano

Depois de uma espera de oito meses, a torcida do Corinthians enfim viu uma cara nova em campo nesta temporada que não fosse das categorias de base. Contratado para ser um articulador no meio de campo, Giuliano foi titular no clássico em sua primeira vez pelo clube do Parque São Jorge.

O melhor: Gustavo Mosquito

O atacante do Corinthians foi, para variar, o destaque positivo da partida na Vila Belmiro. Criou boas chances pelo lado direito, dando muito trabalho ao sistema defensivo do Santos, e por pouco não conseguiu dar a vitória ao clube do Parque São Jorge.

O pior: Felipe Jonatan

Felipe Jonatan teve um desempenho muito abaixo do que costuma apresentar, pecando bastante na marcação. No gol corintiano anulado, foi salvo pelo VAR.

Corinthians chega com perigo, mas para em João Paulo

A estratégia montada pelo técnico Sylvinho foi manter o time compacto e sair em velocidade quando tivesse a posse de bola, e foi justamente assim que o Corinthians conseguiu chegar com perigo ao gol do Santos em duas oportunidades. A primeira com Gustavo Mosquito após passe de Giuliano e depois com Jô após passe de Adson. Em ambas, os atacantes pararam nas mãos do goleiro João Paulo.

Gol anulado pelo VAR

As arrancadas de Mosquito pela direita foram a melhor alternativa de ataque do Corinthians no clássico. Em um lance rápido, o volante Gabriel lançou o atacante e Mosquito avançou em direção à área adversária. O jogador ainda driblou um defensor antes de rolar para Jô abrir o placar na Vila Belmiro. A jogada, no entanto, foi irregular e o VAR anulou o gol corintiano.

VAR, de novo, em ação

Poucos minutos após ter um gol anulado, o Corinthians teve um pênalti marcado a seu favor. Gustavo Mosquito avançou pela esquerda e foi derrubado por Madson dentro da área. O VAR entrou em ação, chamou o árbitro Flávio Rodrigues de Souza, que após consulta no vídeo viu que o santista encostou na bola antes de tocar no atacante adversário. A penalidade foi anulada.

Diniz mexe e adianta o Santos

Preocupado com a superioridade do Corinthians no início do segundo tempo, o técnico Fernando Diniz fez duas mudanças na equipe e subiu a marcação de seu time, pressionando a defesa adversário ainda em seu campo de defesa. Para dar mais intensidade no ataque, o treinador tirou o volante Camacho e o atacante Marcos Leonardo e mandou Gabriel Pirani e Raniel para o jogo.

Mosquito pede para sair

Principal nome do ataque do Corinthians, o atacante Gustavo Mosquito sentiu um incômodo na região da virilha e pediu para ser substituído no segundo tempo. O jogador deixou o campo andando e deu vaga para Marquinhos. O departamento médico do Alvinegro deve se pronunciar em breve sobre a situação do atleta.

Fim de jogo morno

Com o empate praticamente sacramentado na Vila Belmiro, santistas e corintianos passaram a arriscar menos e abrir mão até dos contra-ataques. Nos acréscimos, o Corinthians jogou compacto e viu o Santos tocar bola no meio de campo sem conseguir chegar na área defendida por Cássio.

Próximos jogos

No meio da semana, o Santos volta a entrar no gramado da Vila Belmiro para enfrentar o Libertad, do Paraguai, pelas quartas de final da Copa Sul-Americana. O jogo de ida do mata-mata acontece na quinta (12), às 21h30 (de Brasília).

O Corinthians tem semana cheia e joga apenas no próximo domingo (15), contra o Ceará, na Neo Química Arena, pela 16ª rodada do Campeonato Brasileiro.

FICHA TÉCNICA

SANTOS 0x0 CORINTHIANS

Competição: Campeonato Brasileiro (15ª rodada)
Data: 8/8/2021 (domingo)
Horário: 16h (de Brasília)
Local: Vila Belmiro, em Santos (SP)
Árbitro: Flávio Rodrigues de Souza (SP)
Assistentes: Neuza Inês Back (SP) e Luiz Alberto Andrini Nogueira (SP)
VAR: Rodrigo Guarizo Ferreira do Amaral (SP)

Cartões amarelos: Fernando Diniz e Jean Mota (Santos); Roni (Corinthians)
Cartões vermelhos: -

Gols: -

SANTOS: João Paulo; Madson, Luiz Felipe, Kaiky e Felipe Jonatan; Camacho (Gabriel Pirani), Sánchez e Jean Mota; Lucas Braga, Marcos Guilherme e Marcos Leonardo (Raniel). Técnico: Fernando Diniz.

CORINTHIANS: Cássio; Fagner, João Victor, Gil e Fábio Santos; Gabriel, Roni e Giuliano (Vitinho); Gustavo Mosquito (Marquinhos) e Adson (Mateus Vital); Jô. Técnico: Sylvinho.

Futebol