PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Fortaleza: Por onde andam os destaques da campanha da Copa do Brasil-2001

Clodoaldo foi um dos autores do gol diante do Bahia, em 2001 - Pedro Chaves / FCF
Clodoaldo foi um dos autores do gol diante do Bahia, em 2001 Imagem: Pedro Chaves / FCF

Bruno Fernandes

Colaboração para o UOL, em Maceió

05/08/2021 04h00

Classificação e Jogos

Influenciador digital, técnico, aposentados e anônimos. Quase 20 anos se passaram e os heróis de 2001 ainda são lembrados por terem sido os primeiros jogadores a levar o Fortaleza às quartas de final da Copa do Brasil. O feito só voltou a ser realizado ontem (4), quando a equipe venceu o CRB, pelo placar agregado de 3 a 1 e se classificou para a próxima fase do torneio.

O Fortaleza vai conhecer seu adversário das quartas no dia 6 de agosto, às 15h (horário de Brasília). Na última vez que chegou nesta fase, a equipe enfrentou a Ponte Preta e foi eliminada. Além do feito deste ano, o clube embolsou a cota televisiva em forma de premiação de R$ 3,45 milhões.

Hoje distantes da realidade glamorosa dos gramados, seguem seus caminhos, cada um a seu jeito, uns mais bem-sucedidos e outros menos, mas todos com o fator incomum de terem entrado para a história do Leão do Pici durante a 'Década de Ouro', entre os anos 2000 e 2010, quando o clube conquistou 9 títulos estaduais e 2 acessos à Série A em um período de 11 anos.

Os 11 atletas que entraram em campo naquele fatídico 9 de maio, exercem outra profissão hoje em dia. A maioria ainda ligada ao futebol, outros com rumos bem diferentes e outros simplesmente sumiram da mídia. Da turma que ainda trabalha no mundo da bola, há basicamente treinadores e professores de escolinhas.

O time que venceu o Bahia por 3 a 0 no jogo de volta e se classificou para as quartas era formado por Maizena, Erandir, Mário César, Ronaldo Angelim, Reginaldo, Dude, Daniel Frasson, Claudinho Paulista, Adriano, Júnior Amorim e Clodoaldo. O técnico era Ferdinando Teixeira.

Por onde andam?

Maizena: Ex-goleiro do São Paulo, nos anos 80, e do Internacional, na década de 90, entre outros, é proprietário de um café chamado Casa do Chá, na cidade de Fortaleza, onde mora atualmente. Geraldo Carlos Burile tem 53 anos e é paranaense da cidade de Cascavel. Além de conseguir a vaga até então inédita para o Fortaleza, em 2001, jogou no Sport Recife, Internacional e na Chapecoense.

Erandir: Francisco Erandir da Silva Feitosa era o mais novo daquele time, com apenas 18 anos. Depois do Leão, ele passou pelo Athletico-PR por duas oportunidades e voltou ao Fortaleza em 2008. Se aposentou no Caucaia, aos 38, no ano passado e hoje exerce a função de auxiliar técnico no mesmo time, tendo assumido interinamente a equipe principal algumas vezes.

Ronaldo Angelim: Ronaldo Simões Angelim, mais conhecido como Ronaldo Angelim, atualmente é treinador, tem 45 anos e treina o time feminino R4, na Paraíba. Virou ídolo no Flamengo durante a década passada.

Reginaldo: Antes de chegar ao Fortaleza, em 2002, o defensor passou por Ceará e Botafogo. Encerrou sua carreira no Tiradendes-CE. Hoje, aos 52 anos, ele é treinador da equipe sub-20 do Moto Club, no Maranhão.

Dude: Marcos Pereira da Silva, ou simplesmente Dude, é o jogador que mais vestiu a camisa do Fortaleza até hoje, com 402 partidas em 14 anos em atividade pelo clube. Encerrou sua carreira no Aparecidence e hoje, aos 46 anos, vive de sua aposentadoria no município de Jaguaruana, distante 184 quilômetros de Fortaleza.

Daniel Frasson: ex-volante do Palmeiras nos anos 90, encerrou a sua carreira no Fortaleza em 2003. Hoje, ele mora na capital cearense. Em 2018, Frasson seguia trabalhando como coordenador das categorias de base do Fortaleza, mas foi desligado e atualmente está sem clube e tem 54 anos.

Adriano Cearense: ex-volante do Tricolor do Pici, Adriano Cearense, 46 anos, foi contratado em outubro de 2020 para ser o auxiliar técnico da equipe feminina de futebol. Antes de chegar ao Fortaleza, o auxiliar realizou alguns cursos para se tornar treinador, mas até o momento não comandou nenhum time profissional.

Pires: José Raimundo Pires Reis, hoje com 46 anos, assim como a maioria dos seus companheiros seguiu a carreira de treinador de futebol, treinando em sua maioria, times do Maranhão e atualmente é treinador do Moto Club.

Júnior Amorim: Misomar Rodrigues de Amorim Júnior, o Júnior Amorim, tem 48 anos e é natural de Belém do Pará. Como jogador foi atacante e atuou boa parte da carreira em clubes do Nordeste. Atualmente ele é treinador e o último clube comandado foi o Moto Club, do Maranhão, onde foi demitido em maio deste ano.

Clodoaldo: O atacante do time de ouro atualmente é digital influencer e embaixador de projetos sociais do próprio Fortaleza e esporadicamente realiza campanhas publicitárias bem-humoradas para o clube.

Técnico Ferdinando Teixeira: Um dos grandes comandantes dentro de campo da história do Fortaleza, Ferdinando Teixeira voltou ao clube em 2011 para tentar livrá-lo do rebaixamento, mas não conseguiu e entregou o cargo. Sua aposentadoria oficial foi anunciada pouco tempo depois e atualmente desfruta dela aos 75 anos.

Futebol