PUBLICIDADE
Topo

Cruzeiro

Luxa cobra salário em dia, confia no acesso e quer novo clima no Cruzeiro

Luxemburgo volta ao Cruzeiro para sua terceira passagem no comando técnico da Raposa - Gustavo Aleixo/Cruzeiro
Luxemburgo volta ao Cruzeiro para sua terceira passagem no comando técnico da Raposa Imagem: Gustavo Aleixo/Cruzeiro

Guilherme Piu

Do UOL, em Belo Horizonte

05/08/2021 11h38

O técnico Vanderlei Luxemburgo foi apresentado para sua terceira passagem no Cruzeiro na manhã de hoje (5). Na Toca II, ao lado do diretor de futebol Rodrigo Pastana e com a presença da imprensa, todos respeitando um protocolo de segurança por causa da covid-19, o treinador foi "sincerão".

Luxa foi firme em apostar no acesso da Raposa à Série A — time precisa de 70% de aproveitamento na sequência da Segundona —, quer uma mudança no ambiente do centro de treinamentos do clube, com pagamento de salários em dia, principalmente, para que os resultados voltem a aparecer.

O Cruzeiro é o 18º colocado na classificação da Série B com apenas 13 pontos em 15 jogos, e aproveitamento menor que 29%.

Confiança no acesso

"Primeira coisa que tem que ser tratada é que não tem nenhum time fora do rebaixamento, nenhum time ganhou campeonato e nenhum time fugiu do rebaixamento. O campeonato está para nós, meu pensamento é pensar para cima e buscar a classificação. Se pensar para baixo, esqueço lá em cima. Quero pensar em conquista de campeonato para subir para primeira divisão, vocês [imprensa] podem falar de Série C, é função de vocês. A gente tem pontos necessários para buscar uma vaga na primeira divisão. O Cruzeiro vai mudar, as dificuldades são imensas até porque eu não estaria aqui não fosse isso", garantiu o treinador.

Salário em dia é reforço

Com 69 anos, Luxemburgo tem experiência suficiente para entender que no futebol os salários atrasados impactam diretamente no desempenho técnico dentro de campo. Por isso, uma de suas exigências à cúpula cruzeirense foi justamente essa, de pagar em dia para que os atletas se preocupem apenas com os treinos e jogos. O técnico, segundo ele próprio, não abre mão das cobranças.

"Nós estamos contratando um jogador (indicou que o salário em dia é reforço para o time), ele vai ser importantíssimo, não temos condições de trazer fisicamente, mas a mudanças de ambiente, do comprometimento do clube é fundamental. Essa é a grande contratação que precisa fazer. O futebol é a única área onde o Cruzeiro pode buscar o seu resgate, as outras áreas têm que ficar esquecidas, tem que privilegiar o futebol. Comprometimento, essa é a grande contratação, de resgatar a credibilidade, de tomar atitudes e mudar, o pensamento é de todos nós deste ambiente e comportamento com proposta de mudança. Se o clube mudar comportamento e a coisa continuar do jeito que está, a coisa fica diferente [na intenção de cobrar os atletas]. A grande contratação é mudança de comportamento [do clube e jogadores]", afirmou.

Adaptação com elenco

Luxemburgo chegou na noite de ontem a Belo Horizonte após viagem de avião do Rio de Janeiro para a capital mineira. O treinador ficou na Toca II e logo pela manhã foi apresentado novamente, após seis anos desde sua última passagem pelo clube, aos jornalistas. Depois da entrevista foi ao campo para a primeira conversa com todo o grupo, que se reuniu no gramado para ouvir as instruções do novo comandante.

"Elenco a gente está no ramo, pega informações, assisti a jogos do Cruzeiro, a gente conhece, mas isso é muito rápido, vou bater o olho e vou identificar bastante coisa, não vejo o Cruzeiro diferente de nenhum clube da segunda divisão", opinou.

Peso da camisa

No segundo ano consecutivo na Série B, já que não conquistou o acesso no ano passado, o Cruzeiro teve sua grandeza ressaltada por Luxemburgo. Em 2003, o treinador foi campeão Mineiro, da Copa do Brasil e do Campeonato Brasileiro com a Raposa, o que deu ao clube o até então, naquela época, título inédito da Tríplice Coroa.

"O Cruzeiro tem uma história e vamos trabalhar em cima dela, o Cruzeiro é um time da primeira divisão na segunda divisão. Temos o número de jogos para buscar o objetivo, quero que meus jogadores mudem essa chave", disse.

Cruzeiro