PUBLICIDADE
Topo

Santos

Diniz reclama do gramado em derrota do Santos, mas alerta: "Não é desculpa"

Colaboração para UOL, em Santos

05/08/2021 22h32

Classificação e Jogos

O técnico Fernando Diniz reclamou das condições do gramado em Juazeiro na derrota por 2 a 0 para a Juazeirense, nesta noite (5), pelo jogo de volta das oitavas de final da Copa do Brasil.

Para o treinador, o campo influenciou no desempenho do Peixe, mas pontuou que isso não deve ser usado como desculpa para os gols sofridos. Além de um time desentrosado, o Santos se mostrou um pouco perdido nesta noite. Apenas no segundo tempo Diniz conseguiu ajustar a equipe.

"Difícil falar como o time entrou. Não entrou bem, não sei se foi dispersão ou concentração, não sei, mas sofremos muito mais do que deveríamos. No segundo tempo fomos mais equilibrados. Não dá para falar que faltou vontade, mas alguma coisa faltou. Os que jogaram tiveram oportunidade pelo tanto que trabalham e trabalham bem. Será um aprendizado e confio que jogarão bem melhor que no primeiro tempo nas próximas oportunidades", disse.

"Campo muito ruim, sem a mínima condição, dificulta para sair jogando, e muito vento, mas não é desculpa para os gols que sofremos e o primeiro tempo que fizemos", acrescentou.

Mesmo com a derrota em Juazeiro, o Santos avançou às quartas de final da Copa do Brasil devido a vantagem que adquiriu na Vila Belmiro, em vitória por 4 a 0. O seu adversário ainda não está definido, pois o sorteio ocorrerá amanhã (6), às 15h, na sede da CBF.

Enquanto isso o Peixe se prepara para o seu próximo compromisso, agendado para domingo (8), em clássico contra o Corinthians, às 16h, na Vila Belmiro, pela 15ª rodada do Campeonato Brasileiro. O Peixe ocupa a oitava colocação na tabela do Brasileirão, com 19 pontos.

Santos