PUBLICIDADE
Topo

Cruzeiro

Cruzeiro tem 'dia D' por Luxemburgo, nome desejado por mecenas do clube

Vanderlei Luxemburgo está sem clube desde que deixou o Vasco, em fevereiro deste ano, após o Campeonato Brasileiro de 2020 - Heber Gomes/AGIF
Vanderlei Luxemburgo está sem clube desde que deixou o Vasco, em fevereiro deste ano, após o Campeonato Brasileiro de 2020 Imagem: Heber Gomes/AGIF

Guilherme Piu

Do UOL, em Belo Horizonte

03/08/2021 04h00

Classificação e Jogos

O Cruzeiro está sem treinador desde a última sexta-feira, quando Mozart, em comum acordo com a diretoria do clube, entregou o cargo após o empate em 2 a 2 com o Londrina, na 15ª rodada da Série B. Desde então os dirigentes da Raposa tentam acertar os pontos para fechar com um novo treinador. De vários nomes que surgiram na mesa, como Dorival Júnior e Tiago Nunes, o que mais interessa mesmo é o de Vanderlei Luxemburgo, conforme o UOL noticiou nas últimas semanas.

O "professor" até admitiu contatos da cúpula celeste e do mecenas Pedro Lourenço, investidor que injeta dinheiro no cofres azuis, em entrevista recente. E hoje é o "dia D", seja para bater o martelo ou para uma mudança de rumo na busca por um comandante.

Segundo apurou a reportagem, depois desse contato inicial, Luxemburgo já falou em outra oportunidade com o presidente Sérgio Santos Rodrigues. Ontem (2), o dirigente telefonou para o treinador e indicou o desejo de marcar uma reunião para iniciar as conversas mais específicas sobre o convite para que Luxa retorne ao Cruzeiro para sua terceira passagem à frente da equipe. Ele dirigiu o Cruzeiro entre 2002 e 2004 e também em 2015 —agora pode voltar após seis anos.

Contratar Vanderlei Luxemburgo é um desejo antigo de Pedro Lourenço, o "Pedrinho", dono da rede de Supermercados BH, patrocinadora máster do Cruzeiro. O mecenas, que tem dado ajuda salvadora para um clube que passa por sua pior crise financeira da história — com quase R$ 1 bilhão em dívidas —, não abre mão de ter "Luxa" à frente do time. Porém, para que isso aconteça, seria preciso mudar outra peça no departamento de futebol.

Segundo uma fonte ligada ao Cruzeiro disse, Luxemburgo não deseja trabalhar ao lado de Rodrigo Pastana, atual diretor de futebol cruzeirense. As questões do treinador não são pessoais, de acordo com a fonte, mas do lado profissional. Vanderlei Luxemburgo teria o interesse de atuar com uma pessoa em que ele teria mais confiança e que poderia fazer uma, digamos, tabelinha com mais entrosamento.

Para Pedro Lourenço, ainda pelo que disse a mesma fonte, a saída de Rodrigo Pastana seria benéfica e abriria as portas para Luxemburgo. O mecenas não esconde de ninguém que é um grande admirador do trabalho do executivo de futebol Alexandre Mattos, que está sem clube, mas que vislumbra um projeto diferente daquele que o Cruzeiro precisa nestes tempos de crise.

Nos próximos dias, as conversas entre Luxemburgo e Cruzeiro podem se estreitar. Enquanto isso, o ex-jogador Juliano Belletti tem sido o responsável por organizar os treinos para o time profissional da Raposa.

Cruzeiro