PUBLICIDADE
Topo

Corinthians

Queda de Sylvinho é descartada no Corinthians; entenda os motivos

Sylvinho na beira do gramado  durante a partida entre Corinthians e Flamengo - Marcello Zambrana/AGIF
Sylvinho na beira do gramado durante a partida entre Corinthians e Flamengo Imagem: Marcello Zambrana/AGIF

Yago Rudá

Do UOL, em São Paulo

02/08/2021 13h13

Classificação e Jogos

A demissão do técnico Sylvinho está descartada no Corinthians. Mesmo depois da derrota para o Flamengo, por 3 a 1, com imenso domínio da equipe carioca na Neo Química Arena, a diretoria do Timão não pensa em trocar o comando da comissão técnica. O fato do treinador ainda não contar com Renato Augusto e Giuliano pesa no posicionamento.

A cúpula corintiana acompanha as manifestações nas redes sociais pedindo a demissão de Sylvinho e não está satisfeita com o rendimento do time, sobretudo após a apresentação de ontem (1), No entanto, os dirigentes entendem que o treinador precisa de tempo para melhorar a equipe, sobretudo porque a estreia dos reforços acontecerá neste mês.

Internamente, o entendimento é de que o Corinthians conseguirá ser mais competitivo até o fim do primeiro turno do Brasileirão, quando os dois meias estiverem em plenas condições físicas. A diretoria também trabalha para contratar Roger Guedes, mas as conversas pela rescisão do atacante com o Shandong Taishan, da China, estão travadas.

No comando do Corinthians há 16 partidas, Sylvinho apresenta números modestos e fez do Alvinegro o terceiro pior mandante da Série A após a disputa das 14 primeiras rodadas desta temporada. Ao todo, são quatro vitórias, seis empates e seis derrotas, totalizando um aproveitamento de 37,5% dos pontos disputados, além de uma eliminação na Copa do Brasil.

Outro fator importante na decisão corintiana em manter Sylvinho no comando está na ausência de nomes no mercado. Quando demitiu Vagner Mancini, o Alvinegro tentou Renato Gaúcho, hoje no Flamengo, e Diego Aguirre, atualmente no Internacional, mas ambos recusaram as ofertas. Como a equipe passou por uma mudança de esquema tático com a chegada da atual comissão, uma nova mudança poderia ser prejudicial ao time.

Corinthians