PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Uruguai trabalha para ter mais de 50% de público na final da Libertadores

Tradicional Estádio Centenário, em Montevidéu, capital uruguaia - Laurence Griffiths/Getty Images
Tradicional Estádio Centenário, em Montevidéu, capital uruguaia Imagem: Laurence Griffiths/Getty Images

Colaboração para o UOL, em São Paulo

30/07/2021 19h18

Classificação e Jogos

Confirmado como sede das finais da Libertadores, masculina e feminina, e da Copa Sul-Americana, o Uruguai trabalha para ter, ao menos, 50% da capacidade do estádio Centenário com público. Antes mesmo disso, em setembro, Sebastián Bauzá, diretor da Secretária Nacional do Esporte, já espera ter público para empurrar a Celeste nas eliminatórias.

Em entrevista ao programa 'Desayunos Informal', do Canal 12, o dirigente, que esteve reunido nesta semana com o presidente da Conmebol, Alejandro Domínguez, detalhou o plano do país para a volta da torcida nas arquibancadas, e qual a projeção para as decisões que acontecerão entre os dias 20 e 27.

"Em novembro, vamos ter duas finais de Libertadores e a final da Sul-Americana, algo que nunca aconteceu no Uruguai. Sim, estas finais podem ter estrangeiros, que vão ter ingressar vacinados ao país. Será perto dos 50% e esperamos que em novembro, tenhamos algo mais. Sempre todos com as duas doses, por agora. Para as partidas das eliminatórias, em setembro, devemos ter apenas uruguaios", declarou.

A ideia é que apenas pessoas já vacinadas com as duas doses comparecem aos estádios e utilizem a máscara durante a partida, para controlar o contágio. A próxima rodada em casa das eliminatórias, no dia 7 de setembro, contra o Equador.

"A pandemia não terminou e a variante Delta nos deixa muito atentos com a saúde dos esportistas e dos torcedores. Temos conversado com os clubes, a única maneira de voltar ao normal é a vacina. Mesclar vacinados e não vacinados em algum lugar pode prejudicar. A partir de agosto, vamos começar a testar a volta", contou.

A possibilidade do Peñarol já contar com o apoio do seu torcedor, mesmo que em número bastante reduzido, na partida contra o Sporting Cristal, no próximo dia 18, é grande. "O Peñarol se reuniu conosco e querem a possibilidade de lotação mínima para as quartas de final da Copa Sul-Americana, mas para isso temos que resolver questões que não estavam dentro da linha das aberturas", contou.

Futebol