PUBLICIDADE
Topo

Copa do Brasil - 2021

São Paulo se impõe no Morumbi e vence o Vasco por 2 a 0 pela Copa do Brasil

Brunno Carvalho

Do UOL, em São Paulo

28/07/2021 23h24

Classificação e Jogos

O São Paulo chegou para a partida contra o Vasco, hoje (28), pela ida das oitavas de final da Copa do Brasil, preocupado em não entrar em uma nova crise. A goleada de 5 a 1 sofrida para o Flamengo ainda ecoava pelos lados do Morumbi. Mas, diante de outro oponente carioca, a equipe de Hernán Crespo conseguiu um respiro. Com gols de Rigoni e Pablo, os são-paulinos saíram de campo com uma vitória por 2 a 0.

O resultado deixa o São Paulo em uma boa situação no confronto. Na volta, em São Januário, o time paulista poderá perder por um gol de diferença que, ainda assim, estará classificado para as quartas de final. Caso o Vasco vença por dois gols de diferença, a partida irá para os pênaltis. O clube carioca se classificará no tempo regulamentar apenas se conseguir uma vitória por três ou mais gols de vantagem.

As duas equipes voltam a se encontrar na próxima quarta-feira (4), às 21h30 (de Brasília). Antes disso, têm clássicos pela frente, ambos no sábado (31). O São Paulo encara o Palmeiras, pelo Brasileirão, às 19h30. Já o Vasco terá o Botafogo, pela Série B, às 21h.

Quem foi bem: Rigoni

Rigoni, do São Paulo, comemora gol marcado contra o Vasco - Marcello Zambrana/AGIF - Marcello Zambrana/AGIF
Imagem: Marcello Zambrana/AGIF

O atacante soube aproveitar a desorganização defensiva do Vasco. Atento aos passes longos de Benítez, o argentino abriu o placar no primeiro tempo e acertou a trave de Vanderlei no segundo. Acabou substituído aos 16 minutos da segunda etapa, dando lugar a Marquinhos.

Quem foi mal: Leandro Castán

O experiente zagueiro teve muitas dificuldades com o ataque do São Paulo. Foi em cima dele que o time paulista conseguiu seus dois gols. No primeiro, Rigoni recebeu, cortou sobre Castán e mandou para as redes. No segundo, Pablo se antecipou ao zagueiro após cobrança de escanteio e ampliou o marcador.

Crespo mexe no time após goleada

Alegando questões físicas, o técnico Hernán Crespo mexeu em quase todos os setores em relação à goleada sofrida para o Flamengo. Reinaldo e Orejuela ganharam as posições de Welington e Igor Vinícius nas alas, Igor Gomes entrou na vaga de Liziero e Benítez, na de Gabriel Sara no meio. Por fim, Pablo começou como titular no ataque, no lugar que era de Marquinhos.

"Olhamos o futuro, mas vivemos o presente. Escolhemos a melhor escalação possível para hoje, a Copa do Brasil é muito importante para nós", disse Crespo antes de a partida começar.

São Paulo intenso abre o placar

O São Paulo começou a partida com bastante intensidade. Nos primeiros 15 minutos, a equipe já havia finalizado sete vezes. A facilidade para chegar ao gol do Vasco era resultado da desorganização defensiva da equipe carioca. Os laterais e os zagueiros sofriam para acompanhar as corridas de Rigoni e Pablo.

Assim saíram os dois lances mais perigosos do início do jogo. Logo aos seis minutos, Benítez tentou passe longo para Rigoni, a zaga do Vasco tentou cortar e a bola ficou livre para Pablo, na pequena área. O camisa 9 preferiu tentar tocar para Rigoni em vez de chutar e acabou desperdiçando boa chance.

O São Paulo seguiu insistindo na bola longa e foi recompensado sete minutos depois do lance de Pablo. Benítez achou Rigoni na entrada da área, que cortou para cima de Leandro Castán e chutou para abrir o placar para o time do Morumbi.

Vasco melhora, mas sofre para incomodar

A intensidade do São Paulo foi diminuindo ao longo do primeiro tempo. O ritmo mais lento ajudou o Vasco a se encontrar na partida e equilibrar as ações. Mas as dificuldades ofensivas impediram que o time carioca conseguisse assustar o gol de Tiago Volpi.

Outro problema para o DM do São Paulo

Mesmo com a vantagem no placar, o São Paulo foi preocupado para o vestiário. Aos 44 minutos, o zagueiro Arboleda sentiu a coxa e caiu no chão. Ele precisou ser substituído por Bruno Alves.

Vasco tenta sair para o jogo, e São Paulo aposta no contra-ataque

Ainda que pouco efetivo, o Vasco tentou sair mais para o jogo no começo do segundo tempo. Em contrapartida, o São Paulo passou a apostar nos contra-ataques. E foi assim que quase chegou ao segundo gol.

Aos 13 minutos, o time paulista partiu em contra-ataque, e Benítez encontrou Rigoni. O camisa 77 ajeitou e bateu rasteiro. A bola bateu na trave direita de Vanderlei e saiu.

Pablo espanta a má fase e amplia

Sem marcar há quase dois meses, Pablo soltou o grito entalado na garganta. Escalado como titular, o atacante até começou bem a partida, mas parecia sem confiança para arriscar em algumas jogadas. No primeiro tempo, quando recebeu livre dentro da área, preferiu o passe para Rigoni em vez de chutar ao gol.

Mas no segundo tempo, a má fase foi embora. Após cobrança de escanteio de Reinaldo, o camisa 9 desviou na primeira trave e balançou as redes de Vanderlei, que nada pôde fazer. Na comemoração, o atacante foi abraçar o técnico Hernán Crespo.

FICHA TÉCNICA
SÃO PAULO 2 X 0 VASCO

Motivo: Jogo de ida das oitavas de final da Copa do Brasil
Data e hora: 28 de julho de 2021, às 21h30
Local: Estádio do Morumbi (SP)
Árbitro: Wilton Pereira Sampaio
Auxiliares: Fabrício Vilarinho da Silva e Bruno Raphael Pires
Árbitro VAR: Leone Carvalho Rocha
Gols: Rigoni (13'/1ºT) e Pablo (33'/2ºT)
Cartões amarelos: Leandro Castán, para o Vasco
Cartões vermelhos: -

SÃO PAULO: Volpi; Arboleda (Bruno Alves), Miranda, Léo; Orejuela, Rodrigo Nestor (Liziero), Igor Gomes (Gabriel Sara), Benítez (Talles), Reinaldo; Rigoni (Marquinhos) e Pablo. Técnico: Hernán Crespo

VASCO: Vanderlei; Léo Matos, Ernando, Leandor Castán, Zeca; Matías Galarza (Arthur), Bruno Gomes, Marquinhos Gabriel (Sarrafiore), Léo Jabá (Morato), Gabriel Pec (Andrey; Germán Cano. Técnico: Lisca