PUBLICIDADE
Topo

Flamengo

Flamengo se resolve com brilho de craques em início avassalador com Renato

Leo Burlá

Do UOL, no Rio de Janeiro

26/07/2021 04h00

Classificação e Jogos

Quatro vitórias em quatro jogos, 15 gols marcados e dois sofridos. O início de Renato Gaúcho no Flamengo enlouquece o torcedor e ratifica a credencial da equipe como favorita em todas as frentes.

Na goleada por 5 a 1 contra o São Paulo, no entanto, o treinador experimentou o doce sabor de contar com um elenco recheado de jogadores talentosos e que arrumam soluções em dias complicados. Contra o Tricolor, foi a vez de Bruno Henrique, autor de três gols, colocar a bola debaixo do braço e guiar o time rumo à virada.

Após um primeiro tempo marcado por dificuldades por conta de um nó atado pelos paulistas, o Rubro-Negro contou com o brilho individual do camisa 27 para resolver a parada e ganhar três pontos. Incrivelmente, o resultado elástico veio em uma tarde que não foi das melhores sob o ponto de vista coletivo, mas isso mostra a força de um grupo que não cansa de levantar taças.

"A gente trabalha para isso, mas nunca sabemos se teremos sucesso no início. Tive a vantagem de chegar e já conhecer quase 100% do grupo. O grupo é forte, eles estão acreditando no trabalho. É sempre bom vencer, isso dá tranquilidade. Vamos trazendo nosso torcedor para o nosso lado. Flamengo é Flamengo", disse Renato, que completou:

"Comigo vai ter jogo ofensivo, não gosto de perder nem par ou ímpar. Maior forma de respeitar o adversário é fazer gols e não menosprezar. Nossa virtude é a vontade de vencer, a equipe vem jogando bem junta".

Reforços do banco

Para deixar o Maracanã com os três pontos e um tabu de quatro anos sem vitórias sobre o rival quebrado, o Fla contou de novo com a força do banco de reservas. Assim como ocorreu nos últimos jogos, Michael tem entrado e mostrado seu valor. Com muita força de vontade e correria, o atacante foi importante para a reação e reforçou a fama de Renato de ser um técnico que recupera "renegados".

Com o departamento médico praticamente vazio e sem a sombra das convocações para as Eliminatórias e a Copa América, fatos que complicaram o trabalho de Rogério Ceni, Renato aproveita a onda positiva para melhorar o ambiente e trazer para si o elenco.

"O importante é o treinador dar moral para todos os jogadores. Quando cheguei, o Michael e o Vitinho estavam um pouco desacreditados. Fico feliz deles por eles reencontrarem o futebol deles", analisou o técnico.

Em franca ascensão na temporada, o Fla vira a chave do Brasileiro e volta as atenções para a missão pelo tetra da Copa do Brasil. Na quinta 929), a equipe recebe a visita do ABC, 20h, no Maracanã, pelas oitavas da competição. A tendência é que Renato poupe alguns titulares para o jogo, mas a confiança é que o talento disponível para o confronto seja suficiente.

Flamengo