PUBLICIDADE
Topo

Atlético-MG

Cuca pode repetir maior série de vitórias do Atlético nos pontos corridos

Cuca pode igualar contra o Athletico-PR marca de triunfos que atingiu com o Galo no Brasileirão de 2012 - Pedro Souza / Atlético-MG
Cuca pode igualar contra o Athletico-PR marca de triunfos que atingiu com o Galo no Brasileirão de 2012 Imagem: Pedro Souza / Atlético-MG

Guilherme Piu

Do UOL, em Belo Horizonte

26/07/2021 04h00

Classificação e Jogos

O Atlético-MG conquistou importante vitória em cima do Bahia, ontem (25), no Mineirão, pela 13ª rodada do Campeonato Brasileiro. Os três pontos somados não só deixaram o Galo, vice-líder com 28 pontos, próximo ao primeiro colocado Palmeiras, que tem 31, mas fizeram o clube igualar expressiva marca nos pontos corridos. Desde 2015 o Alvinegro não vencia seis partidas de forma consecutiva na competição.

A sequência positiva do Atlético-MG na atual edição do Brasileiro contempla triunfos seguidos desde a oitava rodada. De lá para cá foram vitórias contra o Atlético-GO (4 a 1), Cuiabá (1 a 0), Flamengo (2 a 1), América-MG (1 a 0), Corinthians (2 a 1) e agora o Bahia (3 a 0). A última derrota aconteceu para o Santos, por 2 a 0, há quase um mês (27 de junho, na Vila Belmiro).

Como venceu o Bahia, o time alvinegro repete a sequência de seis triunfos consecutivos algo que conseguiu pela última vez há seis anos, sob o comando de Levir Culpi.

O fato coincidente de 2015 e 2021 não para apenas no número de vitórias iguais em cada ano. Mas, também, quando esses triunfos aconteceram. Com Levir o time fez a sequência positiva entre a oitava e décima terceira rodada. Exatamente no mesmo período em que acontece agora.

Nova marca?

O Galo agora parte na tentativa de igualar outra marca importante. Em 2012, também com Cuca no comando técnico, o Alvinegro venceu sete partidas consecutivas no Campeonato Brasileiro. Esse é o recorde atleticano até hoje desde que o campeonato nacional é disputado com o atual formato de pontos corridos.

Em 2012 o Atlético-MG acumulou sete vitórias na sequência que contemplou o Náutico (5 a 1), Grêmio (1 a 0), Portuguesa (2 a 0), Figueirense (4 a 3), Internacional (3 a 1), Sport (4 a 1) e Santos (2 a 0). Naquele ano o Galo terminou com o vice-campeonato, assim como foi em 2015. Em 2021, como mais uma coincidência, o time mineiro é o segundo colocado, faltando 25 rodadas para o fim do Nacional.

Atlético-MG