PUBLICIDADE
Topo

Atlético-MG

Atlético-MG inicia série de jogos contra Bahia de olho em recorde de Cuca

Técnico Cuca levou o Galo à sequência de sete vitórias seguidas no Brasileiro de 2012 - Pedro Souza / Atlético-MG
Técnico Cuca levou o Galo à sequência de sete vitórias seguidas no Brasileiro de 2012 Imagem: Pedro Souza / Atlético-MG

Guilherme Piu

Do UOL, em Belo Horizonte

24/07/2021 19h52

Classificação e Jogos

O Atlético-MG terá em dez dias uma overdose de jogos contra o Bahia. Serão três: um pelo Campeonato Brasileiro, amanhã (25), às 11h, pela 13ª rodada, e dois válidos pela Copa do Brasil. Pensando apenas na disputa por pontos corridos, uma vitória alvinegra poderá fazer o Galo repetir uma marca que há meia década o time não alcança: seis vitórias consecutivas na competição.

Vice-líder do Brasileiro com 25 pontos em 12 jogos, o Atlético-MG não sabe o que é perder desde a sétima rodada, quando foi derrotado pelo Santos. De lá para cá foram cinco vitórias: Atlético-GO (4 a 1), Cuiabá (1 a 0), Flamengo (2 a 1), América-MG (1 a 0) e Corinthians (2 a 1).

Se vencer o Bahia, o time alvinegro repetirá a sequência de seis triunfos consecutivos — entre a oitava e a 13ª rodadas à época — algo que conseguiu pela última vez no Brasileirão de 2015, sob o comando de Levir Culpi, quando venceu: Flamengo (2 a 0), Joinville (1 a 0), Coritiba (2 a 0), Internacional (3 a 1), Sport (2 a 1) e Ponte Preta (2 a 0).

Um eventual triunfo em cima do Tricolor Baiano deixará o Galo perto de outra marca importante, que é o grande recorde de vitórias do clube no Brasileiro de pontos corridos.

Em 2012, comandado por Cuca, o Alvinegro venceu sete partidas consecutivas: Náutico (5 a 1), Grêmio (1 a 0), Portuguesa [2 a 0], Figueirense (4 a 3), Internacional (3 a 1), Sport (4 a 1) e Santos (2 a 0). Naquele ano o Galo terminou com o vice-campeonato, assim como foi em 2015.

FICHA TÉCNICA:

ATLÉTICO-MG X BAHIA

Motivo: 13ª rodada da Série A do Campeonato Brasileiro
Local: Estádio Mineirão, em Belo Horizonte (MG)
Data e horário: 25 de julho de 2021, às 11h (de Brasília)
Árbitro: Antônio Dib Morais de Sousa (PI)
Assistentes: Rogério de Oliveira Braga (PI) e Marco Iglésias Araújo Silva (PI)

Atlético-MG: Everson; Mariano, Nathan Silva, Alonso e Dodô; Allan, Tchê Tchê e Zaracho; Nacho, Savarino e Hulk. Técnico: Cuca.

Bahia: Matheus Teixeira; Nino Paraíba, Germán Conti, Ligger e Matheus Bahia; Patrick de Lucca, Jonas (Matheus Galdezani) e Rodriguinho; Thonny Anderson (Maycon Douglas), Rossi e Gilberto. Técnico: Dado Cavalcanti.

Atlético-MG