PUBLICIDADE
Topo

Corinthians

Corinthians: Gil comemora reforços e cobra equipe por melhora no Brasileiro

Zagueiro Gil durante entrevista coletiva no CT Joaquim Grava - Rodrigo Coca/ Ag. Corinthians
Zagueiro Gil durante entrevista coletiva no CT Joaquim Grava Imagem: Rodrigo Coca/ Ag. Corinthians

Yago Rudá

Do UOL, em São Paulo

23/07/2021 14h34

Classificação e Jogos

Um dos nomes mais experientes do elenco do Corinthians, o zagueiro Gil festejou a chegada de Renato Augusto e Giuliano ao CT Joaquim Grava. O defensor exaltou a dupla, com quem já trabalhou na Seleção Brasileira, e falou sobre a formação de uma equipe mais forte para a disputa do Campeonato Brasileiro. Ainda na entrevista, o jogador cobrou a equipe por uma melhora no curto prazo, já que as novas contratações do clube apenas poderão estrear após a primeira semana do mês de agosto.

"Renato Augusto e Giuliano vão chegar para poder nos ajudar. Nós já temos um grupo muito bom e todo jogador que chega aqui, chega para ajudar. Nós nos cobramos bastante, temos que ter uma sequência importante de vitórias. Recentemente, duas ou três rodadas para trás, ficamos seis ou sete jogos sem derrota. Isso é uma coisa que nos incomoda não ter essa sequência de vitórias, mas essa semana de trabalho vamos conseguir colocar aquilo que o professor Sylvinho tem em mente", afirmou Gil no CT Joaquim Grava.

Atualmente, o Corinthians está na 12ª posição do Campeonato Brasileiro, com 14 pontos ganhos. Embora esteja dentro do grupo de classificados para a Copa Sul-Americana da próxima temporada, o Alvinegro foi derrotado em seus dois últimos jogos e acabou se aproximando da zona de rebaixamento.

A expectativa é de que com a chegada de Giuliano e Renato e a possível contratação de Roger Guedes melhore a qualidade técnica da equipe e deixe o Corinthians mais forte na disputa do Campeonato Brasileiro. Além disso, o zagueiro Gil também falou sobre a iminência da volta aos públicos nos estádios e a expectativa para que a Fiel volte a preencher as arquibancadas da Neo Química Arena.

"Temos que pensar jogo a jogo. O Campeonato Brasileiro é muito difícil, mas muito difícil mesmo. Estamos nos preparando bem, nesse período livre tivemos semanas boas de trabalho. Sabemos que o Brasileirão é muito difícil, equipes como o Palmeiras, Flamengo e até mesmo o São Paulo vão sempre se destacar — assim como o Fortaleza também está se destacando agora. Temos que ter a consciência de que o máximo de pontos que conseguirmos fazer fora de casa vai nos ajudar. Uma hora ou outra, a torcida vai voltar e teremos de volta a força da nossa arena. É trabalhar rodada a rodada e pontuar o máximo possível para chegarmos lá na frente entre os primeiros. O Campeonato Brasileiro é difícil e precisamos estar sempre fortes'', concluiu o zagueiro.

Confira outros trechos da entrevista coletiva de Gil:

Sobre parceria com reforços

"Cheguei junto com o Renato ao Corinthians em 2013. De lá até 2015, jogamos juntos, ele foi para a China, jogamos contra lá e é bom revê-lo. Joguei com o Giuliano na seleção brasileira e é outro jogador que dispensa comentários. Temos tudo para conquistarmos coisas maiores no campeonato. É claro que não é de uma hora para outra, estamos tentando encaixar uma sequência de três ou quatro vitórias seguidas para nos destacarmos no campeonato. Espero que possamos melhorar nossa campanha no campeonato".

Sobre protestos da torcida e o recente apedrejamento ao carro do atacante Jô

"Sabemos a pessoa que ele é, o que ele representa para o clube. De tudo o que acontece aqui dentro, a gente não tem o que falar dele. Daqui para fora, é particular dele. A gente fica chateado em saber o que aconteceu, mas não tenho muito o que comentar".

Sobre transição do futebol chinês para o brasileiro

"Falo por mim pelo o que passei e creio que posso também falar pelo Renato porque o acompanhei lá. Na China, ele tinha uma estrutura para seguir treinamento, mas se treina menos. São menos jogos e mais tempo para poder descansar e fazer algo para sua família. Do mesmo jeito que eu treinava no meu período de folga, o Renato também fazia. Ele vai chegar aqui e não vai sentir dificuldades. Falo isso porque comigo foi assim. Nunca senti lesão, nunca tive problema, isso é importante. Creio que o Renato vai se destacar o quanto antes e poder nos ajudar".

Sobre importância da experiência

"Aqui no Corinthians temos liberdade para ajudar os jogadores que chegam e o pessoal que está subindo da base. O quanto antes possível o Renato, o Giuliano ou qualquer reforço que chegue estiver com a gente vai ajudar o grupo. Sabemos que no Corinthians se briga sempre por títulos, por vencer. Essa presença dos jogadores mais experientes, eu, o Cássio, o Fagner, o Renato, o Giuliano, o Gabriel é importante para ajudar".

Sobre possibilidade de jogar com três zagueiros

"Cada treinador tem o seu perfil e maneira de trabalhar. Eu não tenho preferência nenhuma, acho que quando o jogador está apto a participar de todos os treinos e jogos ele não tem dificuldade nenhuma".

Sobre ameaças da torcida

"Isso é muito particular. É claro que ninguém quer passar por isso e a gente fica muito chateado. Não só no futebol, mas em qualquer outra empresa ou emprego ninguém quer ver isso. Ficamos chateados, o clube já tomou suas medidas, o Jô se pronunciou e a gente espera que isso não aconteça mais".

Sobre possibilidade de voltar a jogar com Roger Guedes

"O que eu estou sabendo é mais pela imprensa. A gente não pode falar nada, o clube não anunciou, o clube não fez proposta nenhuma. Eu sei pela imprensa, se trata de um excelente jogador e uma excelente pessoa. Todo mundo que chegar aqui será bem-vindo".

Sobre melhora do sistema defensivo

"A confiança é o mais importante para um atleta de futebol. A nossa equipe ficou muito forte com a chegada do Sylvinho. O que ele tem implementado aqui dentro do Corinthians nos deixa felizes. Eu, particularmente, fico feliz de poder ajudar meus companheiros. Quando a gente conversa, eu falo que sou fominha, sou egoísta nessa parte de ter a melhor defesa. Que possamos continuar assim para a nossa sequência no campeonato".

Corinthians