PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Casão critica passes de lado da seleção, mas exalta Richarlison e Paulinho

Paulinho comemora quarto gol do Brasil contra a Alemanha fazendo o movimento de flecha, saudação que representa o orixá Oxóssi - Reprodução/CBF
Paulinho comemora quarto gol do Brasil contra a Alemanha fazendo o movimento de flecha, saudação que representa o orixá Oxóssi Imagem: Reprodução/CBF

Colaboração para o UOL, em São Paulo

22/07/2021 15h31

Após a vitória da seleção brasileira masculina de futebol por 4 a 2 sobre a Alemanha, hoje, na estreia das Olimpíadas de Tóquio, Casagrande criticou o que ele entende ser um defeito do futebol nacional: a falta de interesse em ampliar o placar após abrir uma boa vantagem.

Casão avaliou que após abrir 3 a 0, a seleção brasileira - como de costume, segundo o comentarista - passou a tocar de lado e permitiu que a Alemanha se tornasse uma ameaça real, fazendo dois gols.

"Gostei do jogo da seleção, mas tem uma falha do futebol brasileiro: faz um gol, começa a tocar para o lado, para de tocar vertical e começa a tocar para o lado. É um defeito do nosso futebol que tem que ser corrigido para ficar mais competitivo, principalmente em Copa do Mundo. Na Euro, tivemos grandes jogos porque todo mundo jogava na vertical", declarou o comentarista em participação no Seleção SporTV, hoje.

Elogios a Richarlison e Paulinho

Autores dos gols da seleção, Richarlison (3) e Paulinho (1), receberam muitos elogios de Casagrande. O comentarista exaltou a participação dos atletas dentro de campo, mas principalmente o posicionamento deles fora das quatro linhas.

"Eu quero destacar Richarlison e Paulinho. Eu reclamo de posicionamento de jogador de futebol há muito tempo. A maioria ostenta mais do que tenta colaborar com reflexões para a sociedade. O Richarlison já faz isso há algum tempo. Enquanto uns ostentam, ele comprou cilindros para Manaus, ele se orgulha da história, se posiciona socialmente, não esquece de onde veio", disse Casagrande.

"O Paulinho, agora, deixou claro, que sempre vai se posicionar contra os preconceitos contra as minorias e pediu para Exú iluminar a seleção. Exú, que é irmão de Oxóssi, que ele homenageou no gol, comemorando com um arco e flecha - Oxóssi é um grande caçador. O posicionamento religioso dele foi importante. A religião africana é respeitada no Brasil. De um tempo para cá, parece que virou o mal, uma imposição da sociedade buscando uma religião certa. Não existe uma certa. Cada um busca a sua. Um golaço do Paulinho, pelo gol e pelo posicionamento. O Richarlison já fez cinco ou seis", completou.

Futebol