PUBLICIDADE
Topo

Atlético-MG

Imprensa argentina diz que Boca quer eliminação do Galo ou perda de mando

Henrique André

Do UOL, em Belo Horizonte

21/07/2021 12h17

Classificação e Jogos

A partida entre Atlético-MG x Boca Juniors-ARG ainda não acabou. Dia após a classificação da equipe brasileira para às quartas de final da Libertadores, os argentinos ainda dão provas de que não engoliram a desclassificação. Presos em Belo Horizonte, onde passaram a noite numa delegacia da capital mineira para explicar o quebra-quebra que fizeram no Mineirão, os Xeneizes tentam de todas as formas prejudicar a sequência dos Alvinegros no torneio de clubes mais importante da América do Sul.

De acordo com o jornalista Germán García Grova, do canal TyCSports, a diretoria do Boca estuda apresentar um ofício solicitando a eliminação do Galo da Libertadores, além de aguardar que o árbitro uruguaio Esteban Ostojich seja suspenso da competição por invalidar o gol dos Xeneizes aos 17 minutos da segunda etapa.

Ainda de acordo com o repórter argentino, há uma informação "em off", vinda da Conmebol, de que o Atlético-MG não poderá ter o Mineirão como casa nas quartas de final. Como mandante, o clube mineiro seria responsável por não controlar de forma mais eficaz a confusão causada pelos próprios argentinos no Gigante da Pampulha.

A possível atitude seria baseada no que aconteceu com o River Plate, na final da Libertadores de 2018, quando torcedores arremessaram objetos em direção ao ônibus do Boca. Na ocasião, os Millionarios tentaram recorrer, justificando que a ação fugiu do controle do clube, mas não obteve sucesso e a decisão foi disputada em Madrid.

A partir das 15h (de Brasília), o diretor executivo Rodrigo Caetano dará entrevista coletiva na Cidade do Galo e responderá a esta e outras questões que envolveram o conturbado confronto contra os argentinos.

Boletim de Ocorrências

Divulgado na manhã de hoje (21), o Boletim de Ocorrências da Polícia mineira relata o que cada personagem detido fez no Gigante da Pampulha após o apito final:

- Villa e Pavón arremessaram bebedouro em seguranças e funcionários
- Gonzales e Rojo agrediram seguranças e funcionários
- Rojo pegou extintor de incêndio
- Briasco tentou agredir com barra de ferro
- Zambrano cuspiu na polícia

Atlético-MG