PUBLICIDADE
Topo

Futebol

ANÁLISE

Texto baseado no relato de acontecimentos, mas contextualizado a partir do conhecimento do jornalista sobre o tema; pode incluir interpretações do jornalista sobre os fatos.

RMP: "Diniz está fazendo um trabalho melhor do que fazia no São Paulo"

Do UOL, em São Paulo

19/07/2021 00h10

Classificação e Jogos

Com um gol nos instantes finais da partida, o Santos arrancou um empate por 2 a 2 com o Red Bull Bragantino neste domingo (18) pelo Brasileirão. Em um jogo emocionante no estádio Nabi Abi Chedid, cada equipe dominou um tempo do duelo

No Fim de Papo, live pós-rodada do UOL Esporte - com os jornalistas Isabela Labate, Mauro Cezar Pereira, Renato Maurício Prado e Rodolfo Rodrigues - os comentaristas analisaram a partida e elogiaram Fernando Diniz por seu trabalho à frente do Peixe.

"O Santos tem problemas. O elenco é fraco. Os garotos estão entrando. À medida que o Santos ajeita o time, ele vende um jogador. O Diniz vai ter muito trabalho. Tenho pena dele, mas acho que ele está fazendo um trabalho melhor do que fazia no São Paulo. Talvez com menos pressão, menos torcida exigindo. Hoje em dia, o Santos é um time que não vai brigar pelo título. Ele sabe disso. O máximo que pode fazer, se melhorar, é brigar por uma vaguinha na Libertadores", afirmou Renato.

Para Mauro, Diniz tem méritos por fazer o Peixe ser competitivo mesmo com limitações para contratar reforços para o elenco. "O Santos não merecia perder e chegou ao empate no final. É um time que oferece poucas oportunidades de gol ao adversário na maioria das vezes porque fica com a bola. O Diniz está conseguindo neste momento fazer um trabalho interessante e mais promissor do que poderia imaginar pela maneira como ele saiu do São Paulo", comentou.

Rodrigues concorda, e acha que o Santos tem condições de brigar para se classificar para a Libertadores. "O trabalho do Diniz é bem interessante. O Santos tem feito bons jogos, principalmente em casa. Com o elenco que tem, e pela molecada, pode até sonhar com uma vaga na Libertadores. Precisa de um pouco de maturação e talvez brigue pelo sexto ao oitavo lugar no Brasileiro. Não é um time que vai deixar a torcida preocupada e mostrou que pode ficar em uma posição segura", avaliou.

Mauro considera que esta temporada será de transição para o time da Vila Belmiro. "O Santos está fazendo uma campanha compatível com realidade. Não tem dinheiro, tem uma série de problemas, perdeu jogadores e pode perder outros. É uma temporada mais de renovação, para tentar descobrir jogadores. Na temporada passada, foi além do esperado. Não é um elenco para brigar pelas primeiras posições", ressaltou o colunista.

Para Rodrigues, mesmo em uma fase de reformulação, o Santos pode almejar uma boa colocação no Brasileiro. "O Santos está em um processo de reestruturação. Perdeu algumas peças importantes. A zaga é nova. No meio-campo, teve a chegada do Camacho. Está procurando se acertar. Em relação ao time vice-campeão da Libertadores, há muitas mudanças. O time está se acertando. Tem muitos meninos da base e falta experiência. O Carlos Sánchez está voltando e el dá qualidade ao meio-campo. Com o tempo, vai se acertando", concluiu.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do UOL

Futebol