PUBLICIDADE
Topo

Internacional

Defesa acha caminho e Aguirre aguarda peças para acertar o ataque do Inter

Jogadores do Internacional comemoram gol contra a Chapcoense - LIAMARA POLLI/DIA ESPORTIVO/ESTADÃO CONTEÚDO
Jogadores do Internacional comemoram gol contra a Chapcoense Imagem: LIAMARA POLLI/DIA ESPORTIVO/ESTADÃO CONTEÚDO

Colaboração para o UOL, em São Paulo

19/07/2021 04h00

Classificação e Jogos

Pelo terceiro jogo seguido, o Inter deixou o gramado sem ser vazado. A vitória sobre o Juventude por 1 a 0 no Beira-Rio, no último domingo (18), indica que o time já sabe como se defender. Por outro lado, o excesso de chances desperdiçadas evidência que o ataque ainda não se encontrou.

Aguirre reforçou na coletiva que seu primeiro objetivo na equipe era fortalecer o setor defensivo e que notou uma evolução. Já no ataque, ele parece confiar em duas peças: Taison, que voltou ao time titular na partida da 12ª rodada do Brasileirão, e Guerrero que está próximo do retorno aos gramados.

"O importante é que, quando cheguei, 15 dias atrás, se falava da defesa estar mal, tomando gol em todos jogos. Acho que isso está melhorando, já são três sem sofrer gols. A primeira coisa que tem que melhorar é a defesa e, depois, encontrar os caminhos para atacar. Temos que melhorar nas finalizações. Fazemos boas jogadas, mas estamos perdendo situações claras, algo que não deveria acontecer. Melhorar para matar o jogo e conseguir mais vitórias, com mais tranquilidade", avaliou.

Os caminhos passem, sem dúvidas, pelos pés de Taison, que foi muito elogiado por Aguirre. O jogador teve quatro chances de balançar as redes do Juventude, porém, quando acertou na finalização, parou nas mãos do goleiro Carné. "Foi muito bom, ele é espetacular, diferente. Com ele, as coisas ficam mais fáceis para nós, treinadores. Quando joga, faz todo time jogar, ajuda muito. A ideia foi que ele atuasse mais frente, pressionando e tentando gerar situações ofensivas", contou.

Além disso, o treinador sabe que precisará trabalhar melhor as finalizações com o elenco. Contudo, também sabe que a volta de Guerrero pode acelerar muito os resultados. "Duas coisas são importantes: trabalhar a finalização, mesmo sem ter muito tempo para isso, e a qualidade individual. Tem jogadores que são diferentes, como Guerrero, que é um finalizador extraordinário. Vamos ter duas semanas cheias depois dessa para trabalhar as ideias", concluiu.

Nesta semana, a equipe ainda atua na quinta-feira (22), às 21h30, quando encara o Olímpia pela partida de volta das oitavas de final da Libertadores. Depois, o time não terá compromisso no meio das próximas duas semanas, já que está eliminado da Copa do Brasil.

Internacional