PUBLICIDADE
Topo

Grêmio

Felipão vê Grêmio em reconstrução e nega mudar time para ser 'moderno'

Felipão conquistou a primeira vitória com o Grêmio no Brasileiro - Lucas Uebel/Grêmio FBPA
Felipão conquistou a primeira vitória com o Grêmio no Brasileiro Imagem: Lucas Uebel/Grêmio FBPA

Colaboração para o UOL, em São Paulo

17/07/2021 23h59

Classificação e Jogos

Após a primeira vitória do Grêmio no Brasileirão, sobre o Fluminense por 1 a 0, o técnico Felipão falou que o time vive um momento de reconstrução. O comandante reforçou que seu primeiro foco é arrumar o setor defensivo, que chegou ao terceiro jogo sem sofrer gols, e elogiou a disposição de seus comandados.

"Não é característica minha. Se vocês pegarem o campeonato de 2018 , o Palmeiras foi a equipe que mais fez gols. Preciso reconstruir o Grêmio, pois, se bem posicionada, ela (defesa) dificilmente sofre gols. Preciso começar o trabalho lá de trás. Tenho que dar uma proteção aos meus zagueiros para, depois, meu time ter condições de fazer gols e vencer. Não é uma coisa que gosto ou é tradicional do meu trabalho. Vamos devagar para reconstruir tudo", contou.

"O que estamos demonstrando é uma equipe solidária, com todos dando o máximo para alcançar o que pretendemos. Todos estão se empenhando de uma fórmula espetacular. Só o tempo nos dará solidez e tranquilidade para não sofrer tanto e ser mais equilibrado, com melhores oportunidades. Mas, fico feliz com o resultado, pois precisávamos dar o primeiro passo. Já não somos mais o 20º. A torcida do Grêmio queria ver e isso me dá muita alegria", complementou.

O treinador também falou sobre as variações táticas que pode fazer na equipe. Questionado sobre uma formação com dois laterais mais ofensivos, Felipão disse que é preciso ser assim para ser chamado de 'moderno' ele não será taxado dessa maneira.

"Embora o Léo Pereira seja altamente tático também, ajuda-nos bastante. Penso que a liberação de um lateral é normal, quando o outro te dá aquela cobertura. No futebol atual, muito contra-ataque acontece pelo mal posicionamento de jogadores, que deixam os outros em situação de gol. Alguns vão aprendendo e vão fazer isso. O Vanderson não era exigido nessa cobertura final, agora é e já compõe. É normal que isso seja feito por mim. Se o moderno é jogar com dois laterais sendo pontas, então eu não vou ser moderno", contou.

Outros pontos da coletiva

Atuação do Alison

O Alison é um jogador altamente tático, que qualquer técnico no mundo quer. Quando assistia aos jogos do Grêmio, via ele fazer o que o Renato o pedia. Temos jogadores assim, hoje cumpriu muito bem o Léo. O Luiz Fernando, embora alguns torcedores tenham implicância, eu confio plenamente. Minha função é tentar dar à eles esperança, otimismo. A medida do possível, vamos colocando para que eles confiem no potencial que tem.

Quando o time fica pronto?

Penso que levará muito tempo. A cada 3 dias temos jogos, não tem como fazer um balanço. Vamos fazendo as reuniões com os departamentos dia a dia e olhando a transição. Vamos fazendo um trabalho de melhora física e também mental, pois vamos nos incentivando. O Grêmio, nesse momento, tem que ser assim. É uma ideia que os jogadores compraram e estamos fazendo uma coisa programada para, ao final do primeiro turno, ter uma situação melhor e começar a respirar. Nos outros campeonatos já estávamos bem e jogando em condições melhores. Mas neste, é difícil

Para fazer essa reconstrução, temos que começar de trás para frente. O Grêmio tem um outro estilo de jogadores em relação a 2017, 18, 19. Não tenho esses jogadores que os técnicos anteriores tinham e preciso fazer isso. Por isso, começamos a construir lá de trás para quando tiver oportunidade, chegar na frente já reconstruídos.

Rafinha é reserva e Vanderson titular?

Eu não tenho titular. Tenho jogos que programo algumas situações e vou vendo o que pode acontecer nessas situações, o que posso fazer ou não. Já tenho uma troca programada para o jogo contra o Vitória. Nem o Rafinha, nem o Vanderson são titulares. Posso colocar 3 zagueiros. Treino na parte tática e vou tentando colocar na cabeça dos jogadores como vou fazer. É assim que vou fazer, devagar. Quem fez o gol hoje não era titular em nenhuma partida. Vou colocando, à medida que achar interessante e estudar os adversários. Ás vezes dá certo, ás vezes não dá.

Desempenho de Diego Souza

Ele foi um protagonista, fazendo aquilo que precisava. Tem um posicionamento que se sacrifica para não sofrermos tanto. Está sendo muito útil e sabe que conto com ele. As chances podem acontecer e ele vai fazer os gols necessários para nossas vitórias. Estou satisfeito com ele, não é porque não faz gol que não está fazendo o que solicitamos. Está fazendo sim.

Convívio com o elenco

Tive mais oportunidade de conhecer o aspecto pessoal e passar algumas situações que acontecem e podemos fazer diferente. Também não adianta ficar passando vídeo toda hora, mas passei alguns para ter a oportunidade de adaptar os jogadores ao que preciso nesse momento. Eles estão respondendo plenamente. Estão confiando naquilo que a gente mostra e eu confiando na recíproca que eles dão.

Errata: o texto foi atualizado
O Grêmio venceu o Fluminense por 1 a 0; não 2 a 1. O erro foi corrigido.

Grêmio