PUBLICIDADE
Topo

Santos

Santos vence e abre vantagem contra o Independiente na Sul-Americana

Kaio Jorge disputa a bola durante a partida do Santos contra o Independiente, pela ida das oitavas da Sul-Americana 2021. - Staff Images/Conmebol
Kaio Jorge disputa a bola durante a partida do Santos contra o Independiente, pela ida das oitavas da Sul-Americana 2021. Imagem: Staff Images/Conmebol

Gabriela Brino

Colaboração para UOL, em Santos

15/07/2021 21h06

Classificação e Jogos

O Santos venceu o Independiente (ARG) por 1 a 0 nesta noite (15), na Vila Belmiro, em jogo válido pelas oitavas de final da Copa Sul-Americana. Kaio Jorge, após três jogos fora, retornou como titular e marcou o gol da vitória. Com o resultado, o Peixe abre vantagem sobre os argentinos na definição fora de casa.

Com o resultado, o Alvinegro avança às quartas com um empate no próximo jogo. Se perder por 1 a 0, a decisão será nos pênaltis. O jogo de volta ocorrerá na quinta-feira (22), em Avallaneda, na Argentina.

Quem foi bem: Kaio Jorge

O atacante foi a principal novidade na escalação de Fernando Diniz e brilhou. Após quatro chutes ao gol, o quinto abriu o placar e selou a vitória alvinegra.

Quem foi mal: Jean Mota

O meia não esteve em uma noite inspirada e errou mais do que deveria. Após muitas broncas, o técnico Fernando Diniz o substituiu no segundo tempo.

Marcação frágil

O Santos dominou o início da partida e teve boas chegadas pelo lado direito do Independiente, mas apresentou problemas na marcação, tanto na lateral esquerda quanto no meio-campo. Moraes, que ganhou sequência, não fez um bom jogo defensivo, enquanto os meias estiveram pouco inspirados na Vila Belmiro e, consequentemente, o ataque santista teve de trabalhar por conta própria.

A primeira boa chance dos visitantes veio dos pés de Silvio Romero, que recebeu cruzamento na medida muito próximo à pequena área e viu Camacho arrancar dali. Ele, aliás, salvou João Paulo, que estava com pouco espaço para fazer a defesa.

Peixe oscila e argentinos melhoram

O técnico Fernando Diniz esteve muito agitado na beira do gramado. Gesticulou e distribuiu broncas aos gritos, sobretudo para Jean Mota e Pirani, que não agradaram. O Alvinegro praiano oscilou muito durante a partida, permitindo que o time de Júlio Falcioni aproveitasse essas brechas.

Além de terem uma defesa sólida —e não terem tomado grandes sustos—, os visitantes investiram no contra-ataque e deram trabalho nas arrancadas.

Em contrapartida, o Santos teve apenas uma boa chance: a criada por Kaio Jorge, que fez o pivô no meio-campo para Marcos Guilherme arrancar, mas o atacante perdeu a passada no fim da jogada e chutou fraco, facilitando para Sosa.

Santos arrisca mais

O time de Fernando Diniz retornou muito mais criativo para a segunda etapa. Além de crescer no volume de jogo, teve mais finalizações, três delas exigindo boas defesas de Sosa. Marinho, Pirani e Kaiky foram os que deram trabalho para o goleiro argentino.

Ao notar a movimentação, o Independiente recuou e se fechou, o que dificultou as infiltrações do Santos. Ainda assim, os donos da casa foram chatos e insistiram em chutar ao gol. Foram oito no total.

Peixe na frente

Depois de algumas tentativas perigosas, o Santos abriu o placar em um rebote. Marinho cruzou, Marcos Guilherme chutou e Sosa novamente defendeu, mas a bola sobrou para Kaio Jorge balançar a rede.

O camisa 9 —com contrato apenas até dezembro deste ano e ainda sem renovação firmada— é artilheiro do Santos e fez seu sétimo gol na temporada.

Anulado por impedimento

Para sorte do lateral direito Pará, o Independiente teve um gol anulado pela arbitragem por impedimento. O jogador vacilou e praticamente deu assistência no lance. Silvio Romero voltou a dar trabalho e encobriu João Paulo, mas o apito soou logo na sequência.

Nos minutos finais, os argentinos ainda tiveram grande chance em bola parada próxima da área do rival, mas João Paulo se esticou inteiro para fazer bonita defesa.

FICHA TÉCNICA
SANTOS 1 X 0 INDEPENDIENTE


Data/Hora: 15/07/2021 - quinta-feira, às 19h15 (de Brasília)
Local: Vila Belmiro, em Santos (SP)
Árbitro: Wilmar Roldan (COL)
Assistentes: Alexander Guzman e John Leon (ambos COL)
VAR: Julio Bascuñan (CHI)
Cartões amarelos: Lucas Rodríguez (IND) - Kaiky (SAN)
GOLS: Kaio Jorge (1-0)

SANTOS: João Paulo; Pará (Vinicius Zanocelo), Luiz Felipe, Kaiky e Moraes; Camacho, Jean Mota (Lucas Braga) e Gabriel Pirani (Sánchez); Marinho, Kaio Jorge (Madson) e Marcos Guilherme. Técnico: Fernando Diniz

INDEPENDIENTE: Sosa; Bustos, Ostachuk (Laso), Insaurralde e Rodríguez; Blanco (Lucas González), Lucas Romero e Palacios (Brayan Martines); Velasco(Herrera), Silvio Romero e Roa. Técnico: Júlio Falcioni

Santos