PUBLICIDADE
Topo

Fluminense

Criticado, Egídio se apega em números no Flu: 'Dou resposta em campo'

Egídio marcou belo gol na Libertadores para coroar bom momento no Fluminense - Lucas Merçon/Fluminense FC
Egídio marcou belo gol na Libertadores para coroar bom momento no Fluminense Imagem: Lucas Merçon/Fluminense FC

Caio Blois

Do UOL, no Rio de Janeiro

15/07/2021 12h31

Classificação e Jogos

Autor do segundo gol na importante vitória do Fluminense sobre o Cerro Porteño na Libertadores, Egídio vive boa fase. Antes contestado pela torcida, o lateral marcou pela primeira vez com a camisa tricolor e coroou o bom momento pessoal e da equipe na temporada.

"Muito bom, crescendo jogo a jogo. É o que estamos priorizando, manter nossos pés no chão, treinar muito. O momento é bom, mas sempre pode ser melhor. Não pode relaxar nem tem como, com tantos jogos decisivos. É uma sequência boa desde o ano passado, quando chegamos à Libertadores. O meu momento individual é bom graças à força do elenco, estamos nos ajudando, dando valor ao momento e priorizando manter essa boa sequência", disse, em coletiva no CT Carlos Castilho.

As críticas que recebeu em boa parte de sua passagem pelo Flu ficaram para trás. Na verdade, nem se importou com elas. Acostumado a atuar em grandes equipes — no Brasil, também jogou em Flamengo, Cruzeiro e Palmeiras —, o jogador de 35 anos se apega nos números individuais: além do gol marcado na Libertadores, já deu 13 assistências pelo Tricolor.

"Cobrança a gente tem todos os dias, a todo momento. Eu cresci assim, sempre joguei em time grande, sempre sofri cobranças. Meus números falam por mim. Ano passado fui o líder de assistências do time, agora também venho desempenhando bom papel, fiz um gol importante, então é nisso que me apego, nos números. Se não quiser cobrança vai para time pequeno. Dou a resposta em campo, sem dar muito peso às críticas".

Um dos grandes amigos de Egídio no elenco e companheiro nos tempos de Cruzeiro, Fred se recupera de lesão na coxa e fez de tudo para estar em campo em Assunção. O camisa 9 até chegou a viajar com o grupo e fez testes no vestiário, mas foi preservado pela comissão técnica. Nos primeiros 90 minutos do confronto, o Fluminense conseguiu abrir boa vantagem sem seu artilheiro, mas sua presença foi destacada por Egídio.

"É o nosso líder, nosso artilheiro. Ele fez questão de viajar com a gente para estar junto nesse momento importante. Era dúvida, a gente conversa muito, se fosse para ir "meia boca", era melhor preparar melhor para os egundo jogo. Ele sabe mais que ninguém a importância dele, estar com o Fred tem uma mega importância no vestiário. Ele fez questão de estar junto conosco, nosso grupo é muito unido e dedicado, isso mostra a união. É um ídolo, mas faz questão de estar junto com a gente sempre, mostrando nossa força e união", afirmou.

A partida de ida pelas oitavas de final da competição internacional, inclusive, ainda é alvo de polêmica. No Paraguai, o Cerro Porteño pediu a anulação do confronto por conta dos erros do VAR, admitidos pela Conmebol. O UOL Esporte apurou que a entidade não cogita acatar a petição paraguaia.

"Não cabe a nós comentar sobre erros da arbitragem. Fizemos nosso trabalho bem feito, conseguimos a vantagem e já estamos pensando no Grêmio. Eles que resolvam os problemas deles", opinou o lateral.

Antes, entretanto, o Flu ainda enfrenta o Grêmio, no sábado, às 21h, pelo Campeonato Brasileiro. O Tricolor deve ter um time alternativo para o jogo contra o inesperado lanterna da competição.

"É jogo de Brasileirão, temos que virar a chave, nos vimos de uma grande vitória na Libertadores e agora enfrentamos o Grêmio que hoje é o lanterna mas não esta no lugar que merece, time grande, vai recuperar. Vamos voltar ao Maracanã, temos que aproveitar o nosso bom momento, e temos que ganhar. Independente de quem entrar em campo, vamos entrar para vencer. Esses jogos são sempre difíceis. Precisamos entrar concentrados", projetou Egídio.

Fluminense