PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Elenco e comissão do Cuiabá reclamam de expulsão de Pepê no 1º tempo

Pepê recebe o segundo cartão amarelo durante jogo do Cuiabá contra o Ceará pelo Brasileirão - Gil Gomes/AGIF
Pepê recebe o segundo cartão amarelo durante jogo do Cuiabá contra o Ceará pelo Brasileirão Imagem: Gil Gomes/AGIF

Colaboração para o UOL, em São Paulo

11/07/2021 21h48

Classificação e Jogos

A expulsão do meia Pepê no empate por 2 a 2 contra o Ceará gerou críticas dos jogadores e da comissão técnica do Cuiabá à arbitragem do confronto. Logo após o fim do jogo, o atacante Jenison, que marcou um gol nos acréscimos para impedir a derrota do Dourado, demonstrou incômodo com a árbitra Edina Alves Batista.

"O resultado estava na nossa mão. A Edina foi infeliz no lance. É uma excelente árbitra, mas hoje foi mal", afirmou o atacante. Pepê foi expulso depois de receber dois cartões amarelos: o primeiro, aos 34 minutos, após reclamação com a arbitragem, e o segundo, cinco minutos depois, por parar um ataque do Vozão com falta por trás.

Além de Jenison e dos outros atletas do Cuiabá, que protestaram quando Pepê foi expulso, o treinador Jorginho e membros da comissão técnica fizeram reclamações com a arbitragem do momento do cartão vermelho até o fim da partida.

Entre as queixas, diziam que a árbitra havia decidido o jogo naquele lance. Diante dos insistentes protestos, Edina Alves aplicou um cartão amarelo para um dos assistentes de Jorginho, aos 39 minutos da etapa final.

Com o empate, o Cuiabá permanece na 18ª posição do Brasileirão, com seis pontos. A equipe tem dois jogos a menos que o restante das equipes, contra o Atlético Goianiense e o Grêmio - ambos em casa.

Jenison celebra momento pelo Cuiabá

O jogo de hoje foi o segundo consecutivo em que Jenison saiu do banco de reservas e garantiu um ponto para o Dourado do Mato Grosso. Na última quarta-feira (7), quando o time perdia para o Bragantino por 1 a 0, ele entrou na segunda etapa e empatou o jogo em Bragança Paulista.

O atacante se emocionou após a partida de hoje, ao falar da sequência com dois gols em dois jogos. "Minha esposa está lá em casa e só ela sabe o que eu passei. Esperei muito por esse momento, pra jogar a Série A. É um sentimento bom, respeito o Elton, mas eu vou continuar trabalhando porque eu batalhei muito para estar aqui", disse Jenison.

Na próxima rodada, no domingo (18), a equipe visita a Chapecoense, que também está no Z4, com quatro pontos, na 19ª posição.

Futebol