PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Bahia vence Juventude em casa e segue na cola do G4 do Brasileirão

Do UOL, em São Paulo

07/07/2021 19h53

Bahia e Juventude se enfrentaram no estádio de Pituaçu, em partida válida pela 10ª rodada do Campeonato Brasileiro da Série A, e protagonizaram um jogo com muita marcação e pouca emoção. Porém, a equipe baiana conseguiu os três pontos graças ao gol solitário de Matheus Bahia, na reta final do segundo tempo, garantindo o triunfo por 1 a 0 e mais um resultado positivo nessa edição do torneio nacional.

Com esse resultado, o Tricolor de Aço chega a 17 pontos e se mantém na parte de cima da tabela de classificação. Já a equipe gaúcha continua com 12 pontos, porém, a uma boa distância da zona de rebaixamento.

Na próxima rodada, o Bahia enfrenta ao São Paulo, fora de casa, no sábado, dia 10, enquanto o Juventude recebe o Atlético-GO, no domingo, dia 11.

Quem foi bem: Matheus Bahia

Em um jogo com poucas chances e muita marcação, o destaque ficou por conta de Matheus Bahia, autor do gol da vitória dos donos da casa.

Quando tudo levava a um empate sem gols, o lateral esquerdo acertou um belo chute cruzado e garantiu os três pontos para o Bahia, que segue muito bem nesse começo de Brasileirão.

Quem foi mal: Thaciano

O meia do Bahia não teve uma noite feliz. Além de pouco ajudar no setor ofensivo, foi o único jogador dos mandantes a receber cartão amarelo na primeira etapa e seu fraco desempenho fez com que o técnico o tirasse já no intervalo, dando lugar a Maycon Douglas.

Atuação do Bahia

Jogando como mandante, a equipe comandada pelo técnico Dado Cavalcanti entrou em campo com uma postura mais ofensiva, porém pecou em conseguir achar um meio de "furar" a forte defesa adversária, principalmente no primeiro tempo.

No segundo tempo, o time tentou explorar mais os contra-ataques, porém a estratégia também não surtiu tanto efeito. O que garantiu os três pontos foi a entrega dos jogadores e o chute solitário e preciso de Matheus Bahia, quando tudo indicava que o jogo terminaria 0 a 0.

Atuação do Juventude

Desde o começo da partida o time gaúcho optou por esperar o adversário e se expor ao ataque apenas em momentos em que a defesa do Bahia cedesse espaços, para que os atacantes Paulinho Bóia e Matheus Peixoto conseguissem sair da marcação.

Porém, a mudança de postura do Bahia deixou o Juventude menos à vontade no jogo e o ataque ficou ainda mais ineficiente na segunda etapa. Faltou qualidade e ousadia nos momentos em que tinha a bola nos pés.

História do jogo

O primeiro tempo da partida reservou poucas chances reais de gol, com os dois times se dedicando ao máximo na marcação mas com certa dificuldade na criação de jogadas ofensivas.

A grande chance do Bahia nos primeiros 45 minutos foi com Rossi, que recebeu passe de Rodriguinho após erro na saída de bola do Juventude, porém o camisa 7 não conseguiu tirar do goleiro Carné, que segurou firme.

Na volta para o segundo tempo, os mandantes vieram com uma outra postura, mais defensiva, tentando tirar a equipe adversária de perto da área. Com isso, o Juventude foi "obrigado" a sair um pouco mais para o campo de ataque e assim ofereceu mais espaços para o ataque baiano.

A estratégia deu maior liberdade a jogadores rápidos do Bahia, como Rossi, porém ainda não foi o suficiente para dar a vantagem aos donos da casa. O gol do triunfo saiu apenas na reta final do segundo tempo e em uma jogada de persistência, já que o lateral-esquerdo Matheus Bahia acertou lindo chute cruzado depois da bola ficar "pipocando" dentro da área do Juventude.

FICHA TÉCNICA
BAHIA 1 X 0 JUVENTUDE

Competição: 10ª rodada do Campeonato Brasileiro da Série A
Data: 07/07/2020
Horário: 18h00
Local: estádio de Pituaçu, em Salvador (BA)
Árbitro: Douglas Marques das Flores (SP)
Assistentes: Marcelo Carvalho Van Gasse (SP) e Miguel Cataneo Ribeiro da Costa (SP)
VAR: Pericles Bassols Pegado Cortez (SP)
Cartões amarelos: Thaciano e Daniel (Bahia); Paulinho Bóia, Wescley e Paulo Henrique (Juventude)
Gol: Matheus Bahia, aos 33 minutos do segundo tempo

Bahia: Matheus Teixeira; Nino Paraíba, Luiz Otávio, Juninho e Matheus Bahia; Jonas (Patrick de Lucca), Thaciano (Maycon Douglas) e Daniel (Lucas Araújo); Rossi (Óscar Ruíz), Rodriguinho (Thonny Anderson) e Gilberto. Técnico: Dado Cavalcanti

Juventude: Marcelo Carné; Michel Macedo (Paulo Henrique), Vitor Mendes, Rafael Forster e William Matheus; Elton, Jadson (Bruninho), Matheus Jesus (Chico) e Wescley (Fernando Pacheco); Mathes Peixoto e Paulinho Bóia (Marcos Vinicios). Técnico: Marquinhos Santos

Futebol