PUBLICIDADE
Topo

São Paulo

Arboleda volta como esperança para o quase sempre vazado São Paulo

Arboleda participou do treino de ontem (5) do São Paulo - Erico Leonan / saopaulofc
Arboleda participou do treino de ontem (5) do São Paulo Imagem: Erico Leonan / saopaulofc

Arthur Sandes e Brunno Carvalho

Do UOL, em São Paulo

06/07/2021 04h00

O zagueiro Robert Arboleda volta ao São Paulo em um momento muito diferente de quando viajou para defender a seleção do Equador na Copa América. Se antes o time do Morumbi se destacava por ter tido uma das melhores defesas do Paulistão e da Libertadores, agora é raro o jogo em que a equipe deixa o campo sem sofrer gols.

O goleiro Tiago Volpi deixou apenas dois jogos do Brasileirão sem buscar a bola no fundo da rede: nos empates sem gols com Fluminense, na estreia, e o Corinthians, pela oitava rodada. No primeiro, Arboleda ainda não havia viajado para a Copa América, mas estava fora da equipe após ser flagrado em uma festa em meio à pandemia da covid-19.

No período em que não contou com o zagueiro equatoriano, o São Paulo sofreu 15 gols em 11 jogos (nove no Brasileirão e dois na Copa do Brasil), uma média de 1,36 por jogo. A equipe de Hernán Crespo tem a quarta pior defesa da competição, melhor apenas que Bahia (13), Inter (14) e Chapecoense (17).

Arboleda participou de 16 partidas do São Paulo na temporada, e foram apenas seis gols sofridos com ele em campo: dois contra o Corinthians, dois contra a Ferroviária, um contra o Botafogo-SP e um contra o São Caetano, todos na disputa do Paulistão. Diante do Guarani, Arboleda entrou quando a equipe já havia sofrido dois gols.

Antes do retorno, o zagueiro equatoriano falou com a "SPFC TV" e pediu paciência à torcida depois do início ruim. "A gente não começou bem o Brasileirão, mas virão coisas boas. Já estão voltando vários companheiros, o que para o treinador é muito bom. A gente vai se dedicar muito, vai se doar a cada jogo para conseguir os três pontos e seguir".

Mas a defesa titular ainda é dúvida

A volta de Arboleda deveria significar uma boa notícia para o técnico Hernán Crespo. Seria a primeira vez no Brasileirão que ele poderia montar a linha de três zagueiros com os jogadores titulares. Mas a derrota para o Red Bull Bragantino no domingo (4) fez isso virar dúvida. Miranda, 36, deixou a partida no intervalo com uma mialgia na panturrilha esquerda. Ele está sendo avaliado pelo departamento médico e é dúvida para enfrentar o Internacional.

A última vez que os titulares Arboleda, Miranda e Léo estiveram juntos em campo foi na segunda partida da final do Campeonato Paulista, contra o Palmeiras, em 23 de maio. Desde então, Miranda perdeu cinco rodadas por causa de um estiramento na coxa esquerda, Léo foi cortado do jogo contra o Ceará por um desconforto muscular e Arboleda foi para a seleção do Equador.

O treino de hoje (6) deve servir para definir se Miranda terá condições de ser relacionado para enfrentar o Internacional. A partida acontecerá às 21h30 (de Brasília), no Beira-Rio, em Porto Alegre.

Os podcasts do UOL estão disponíveis em uol.com.br/podcasts e em todas as plataformas de distribuição de áudio. Você pode ouvir UOL São Paulo, por exemplo, no Spotify, Apple Podcasts, Amazon Music e YouTube.

São Paulo