PUBLICIDADE
Topo

Esporte

Por que o jogo contra o Brasil alertou Uruguai sobre a Colômbia

Marcação da Colômbia impactou o técnico Óscar Tabárez, da Colômbia - Thiago Ribeiro/AGIF
Marcação da Colômbia impactou o técnico Óscar Tabárez, da Colômbia Imagem: Thiago Ribeiro/AGIF

Marinho Saldanha

Do UOL, em Brasília (DF)

03/07/2021 04h00

Classificação e Jogos

Brasil e Colômbia deixou um alerta para o Uruguai. Foi ao ver o time de Tite sofrer para construir suas jogadas, que o técnico Óscar Tabárez fez seu plano de jogo de olho de olho no confronto de hoje (3), às 19h (de Brasília), pelas quartas de final da Copa América. Tudo reflexo da marcação na saída de bola.

Contra a equipe brasileira, a Colômbia impôs uma marcação inesperada. Adiantou seus pontas, uniu dois atacantes e tirou a tranquilidade dos defensores para iniciar as jogadas. Exatamente este detalhe que atraiu olhares de Tabárez e moldou suas táticas para o enfrentamento que vale vaga na semifinal.

"O que mais me impactou na Colômbia foi seu jogo com o Brasil, o que ela fez com o Brasil na primeira etapa foi excelente. A pressão na saída de bola criou um ambiente de desconforto", contou Tabárez.

O time de Reinaldo Rueda até saiu na frente, com um golaço de Luis Diaz. Mas acabou cedendo empate em um lance polêmico na segunda etapa e levou a virada no último minuto após cobrança de escanteio.

"Quando o Brasil domina o jogo, sua linha defensiva joga praticamente no meio-campo. E não conseguiu fazer isso no primeiro tempo contra a Colômbia graças ao trabalho dos meio-campistas como planejou Rueda. E eles podem fazer isso conosco também. É assim, temos que considerar o rival, é muito importante, e este jogo nos deixou um recado", explicou o treinador uruguaio.

Mas não foi o suficiente. Após receber elogios pela conduta coletiva da equipe, Reinaldo Rueda não mostrou-se empolgado, já que acabou perdendo de virada.

"Em todos os jogos, organização e solidariedade são importantes. Partindo disso, vamos buscar ser mais eficientes. Todo rival é diferente, são jogadores diferentes, posições diferentes. Tanto Brasil quanto Uruguai têm grande potencial, são trabalhos longos dos treinadores, anos de conhecimento entre os jogadores. Temos que redobrar o esforço, porque o que fizemos contra o Brasil não foi suficiente", definiu.

Quem avançar entre Uruguai e Colômbia terá pela frente na semifinal o vencedor de Argentina x Equador.

Esporte