PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Diretor do Fla explica negociações por Renato Augusto, Kenedy e T. Mendes

Bruno Spindel, diretor executivo de futebol do Flamengo - Alexandre Vidal/Flamengo
Bruno Spindel, diretor executivo de futebol do Flamengo Imagem: Alexandre Vidal/Flamengo

Colaboração para o UOL, em São Paulo

01/07/2021 10h41

Bruno Spindel, diretor de futebol do Flamengo, explicou como andam as negociações do clube com Renato Augusto, Kenedy e Thiago Mendes, cotados como potenciais substitutos do meio-campista Gerson, anunciado hoje como reforço do Olympique de Marselha.

De acordo com o dirigente flamenguista, nenhuma das negociações é simples. Spindel afirmou que as situações de Thiago Mendes, do Lyon (FRA), e de Kenedy, que pertence ao Chelsea (ING), são parecidas, já que os jogadores custaram caro para seus times e vêm de boas temporadas no futebol europeu.

"A negociação com o Thiago Mendes é muito difícil de acontecer. É um jogador que saiu do Lille para o Lyon por quase 30 milhões de euros, um jogador que jogou bastante nas últimas temporadas, na carreira toda, sempre com ótimo desempenho pelos clubes que passou. Não é algo fácil. A gente acha muito difícil que o Lyon faça negócio com o atleta, mas é um jogador muito interessante e, se tiver oportunidade, a gente gostaria de ir em frente. Mas é muito difícil qualquer transação", declarou o dirigente em entrevista ao canal Paparazzo Rubro-negro, no YouTube.

"O Kenedy é um atleta muito interessante. O Flamengo está conversando. Também é muito difícil. Ele é do Chelsea, é um jogador interessante que fez uma ótima temporada. Agora, é uma negociação muito difícil, um atleta que foi transferido por um valor elevadíssimo para o Chelsea. A gente gostaria de contar com ele, mas, de novo, até pela situação financeira, valor do euro, tudo o que aconteceu, a gente vê como uma situação difícil", continuou.

Sobre Renato Augusto, o diretor disse que a situação é diferente, já que o jogador teria uma situação a resolver na China. Spindel afirmou que o Flamengo olhará com carinho para a situação se houver possibilidade de contratação e explicou que esta é uma janela de transferências diferente por conta das restrições de gastos impostas pela pandemia.

"O Renato Augusto precisa primeiro resolver a questão dele na China. Tem muitos atletas em situação parecida, que tem problema para voltar para China, voltar a jogar lá. Ele é um jogador de seleção brasileira, revelado pelo Flamengo, é óbvio que vamos olhar com carinho, se for possível", disse.

"É uma janela de transferências diferente, em que o Flamengo tem uma situação financeira… o mundo sofreu com o impacto financeiro da pandemia. O Flamengo tomou ações e atitudes para continuar saudável financeiramente, mas é um momento de restrição financeira muito severa. Mas o Flamengo está saudável financeiramente. É uma realidade mais restrita por causa da pandemia, não podemos esquecer disso, temos que ter pé no chão para continuar honrando nossos compromissos, como temos feito", finalizou.

Futebol