PUBLICIDADE
Topo

Majestoso marca o último dia do contrato de Jemerson com o Corinthians

Jemerson em ação pelo Corinthians contra o Sport Huancayo, pela Sul-Americana - Rodrigo Coca/Agência Corinthians
Jemerson em ação pelo Corinthians contra o Sport Huancayo, pela Sul-Americana Imagem: Rodrigo Coca/Agência Corinthians

Yago Rudá

Do UOL, em São Paulo

30/06/2021 04h00

Relacionado pelo técnico Sylvinho para jogar o Majestoso desta noite (30), às 21h30 (horário de Brasília), na Neo Química Arena, o zagueiro Jemerson encerra hoje seu contrato com o Corinthians. Mesmo que participe do clássico contra o São Paulo, o defensor não treinará mais com o elenco nos próximos dias. Há uma pequena possibilidade de o atleta assinar um novo vínculo com o Alvinegro no próximo mês, mas o cenário é improvável.

Contratado pelo Corinthians em novembro do ano passado, Jemerson fez 21 partidas pelo Alvinegro e anotou três gols. O jogador foi peça importante na reta final do Campeonato Brasileiro do ano passado e o desejo da diretoria é mantê-lo no clube para a sequência da temporada. O problema, no entanto, é que o Alvinegro passa por uma grave crise financeira e não está disposto a fazer loucuras para sustentar o zagueiro.

Como o custo de Jemerson é elevado para os atuais padrões do Corinthians, uma renovação contratual está descartada. No entanto, futuramente, caso não haja um novo destino ao jogador, o clube do Parque São Jorge está disposto a abrir negociações para a assinatura de um novo contrato — desde que numa faixa salarial dentro da realidade do clube.

Nas próximas semanas, Jemerson deve sentar com seus empresários e definir os próximos passos de sua carreira. O cenário ideal seria receber uma proposta da Europa, mas um acerto com outro clube brasileiro não está descartado. Confirmando a saída do zagueiro, o elenco do Corinthians terá Gil, João Victor, Raul Gustavo e Léo Santos à disposição.

Otero também se despede

Outro nome que também dá adeus hoje ao Corinthians é o venezuelano Rómulo Otero. O meia não vinha sendo relacionado já que defendia a seleção de seu país na Copa América. Ao todo, o camisa 11 fez 41 partidas pelo Alvinegro e marcou dois gols. Ao contrário de Jemerson, não há o interesse da diretoria em manter o atleta no elenco.