PUBLICIDADE
Topo

Atlético-MG

Vuaden relata ameaças feitas por Cuca e até menção à esposa do árbitro

O árbitro Leandro Vuaden relatou em súmula ameças feitas por Cuca, técnico do Atlético-MG - Caio Falcao/AGIF
O árbitro Leandro Vuaden relatou em súmula ameças feitas por Cuca, técnico do Atlético-MG Imagem: Caio Falcao/AGIF

Do UOL, em Belo Horizonte

24/06/2021 23h44

Classificação e Jogos

Fim do mistério. Após invadir o campo e ir em direção ao árbitro Leandro Pedro Vuaden, o técnico Cuca, do Atlético-MG, acabou expulso já quando a partida no Castelão, contra o Ceará, já tinha sido finalizada. Com o gol tomado aos 51 minutos do segundo tempo, o Galo acabou derrotado pelos donos da casa em jogo válido pela sexta rodada do Campeonato Brasileiro.

Em súmula, Vuaden relatou as ofensas ouvidas e, para finalizá-la, disse ter se sentido extremamente ofendido pelo comandante do Alvinegro de Minas Gerais. Cuca teria, repetidamente, chamado o árbitro de "vagabundo", e até mencionado a sua esposa nos xingamentos.

Confira a súmula escrita pela arbitragem de Ceará x Atlético-MG, na qual relata os xingamentos de Cuca ao árbitro Leandro Pedro Vuaden:

"Expulsei com cartão vermelho direto, apos o término da partida, o técnico da equipe clube Atlético Mineiro, senhor Alexi Stival, por adentrar ao campo de jogo e vir em minha direção proferindo as seguintes palavras: "você me dá azar na vida, ainda bem que vou largar para não precisar conviver com pessoas como você. Tenho nojo. Você é um gaveteiro".

Após visualizar o cartão vermelho continuou proferindo as seguintes palavras: "sem vergonha, se eu cruzar com você na rua te dou umas tapas na cara", inclusive fazendo menção e se aproximando dizendo "vagabundo, vagabundo".

O mesmo foi contido e retirado por integrantes da sua comissão técnica e jogadores da equipe do Ceará. Quando eu estava na área mista me dirigindo ao vestiário da arbitragem, o mesmo proferiu as seguintes palavras "vagabundo, vagabundo, vai ter CPI hoje porque você me pediu voto para a sua esposa (Jaqueline Vuaden foi candidata à vereadora pelo MDB, em Estrela-RS, cidade residência da família, mas com apenas 45 votos acabou não sendo eleita)".

Informo ainda que me senti extremamente ofendido em minha honra pelas palavras proferidas contra a minha pessoa.

Atlético-MG