PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Jornal: Sem ofertas, Coutinho deve seguir no Barcelona

Philippe Coutinho, do Barcelona, atuando em amistoso contra o Elche - Josep LAGO/AFP
Philippe Coutinho, do Barcelona, atuando em amistoso contra o Elche Imagem: Josep LAGO/AFP

Colaboração para o UOL

24/06/2021 10h03

Fora dos gramados desde dezembro de 2020, Philippe Coutinho segue em tratamento no Brasil para se recuperar de lesão no joelho, sofrida no jogo contra o Eibar. O meia-atacante queria se recuperar a tempo da Copa América, mas com a lentidão no processo de recuperação, não foi possível. A lesão, inclusive, tem durado muito mais tempo do que o departamento médico do Barcelona esperava.

Além disso, na última temporada, Coutinho disputou apenas 12 partidas pelo Barça, contribuindo com dois gols. Por esses motivos, de acordo com o L'Esportiu, a secretaria técnica do clube, acredita que não haverá grandes ofertas de outras equipes pelo brasileiro, nem mesmo em formato de empréstimo, como fez o Bayern de Munique, clube no qual o atleta venceu uma Liga dos Campeões e, por isso, Coutinho deve ganhar uma nova oportunidade de jogar com a camisa do clube blaugrana.

O jogador de 29 anos foi uma das contratações mais caras da história do Barcelona, além de possuir um dos maiores salários da equipe. O clube desembolsou 163 milhões de euros (R$ 961,7 milhões, na cotação atual) pelo brasileiro, mas sabe que se optar pela venda, não conseguirá altos valores por ele. Ainda faltam cerca de 50 milhões de euros (R$ 295 milhões) para resgatar desde sua chegada, em 2018.

Segundo o jornal francês Le10Sport, Arsenal e Everton demonstraram interesse pelo brasileiro, mas os ingleses impuseram a condição de contratação do jogador em sua forma física. Além do Leicester que, conforme o Mundo Deportivo, teria oferecido 20 milhões de euros (R$ 118 milhões) pelo ex-Liverpool. Entretanto, para não ter prejuízo, o Barça deve seguir com o meia-atacante na próxima temporada.

Além disso, desde que assumiu o comando do clube, Koeman mostrou publicamente sua confiança em Coutinho. O brasileiro foi titular nas primeiras formações do holandês e não começou mal a temporada, mas logo começou a cair de rendimento, até se lesionar.

Futebol