PUBLICIDADE
Topo

Seleção Brasileira

Militão mira Qatar e diz que aprendeu "espírito vencedor" com Sergio Ramos

Éder Militão foi titular nos quatro últimos jogos da seleção brasileira e quer seguir no time - Lucas Figueiredo/CBF
Éder Militão foi titular nos quatro últimos jogos da seleção brasileira e quer seguir no time Imagem: Lucas Figueiredo/CBF

Danilo Lavieri e Gabriel Carneiro

Do UOL, no Rio de Janeiro

21/06/2021 14h20

Classificação e Jogos

Titular nas quatro últimas partidas da seleção brasileira, sendo duas rodadas das Eliminatórias da Copa do Qatar e os dois primeiros jogos da Copa América, o zagueiro Éder Militão disse hoje (21) que trabalha para "permanecer até o Qatar". Mirando à Copa do Mundo de 2022 por causa de sua boa fase com a Amarelinha, ele também tende a ganhar mais chances no futebol de clubes depois da saída de Sergio Ramos do Real Madrid.

O veterano de 35 anos deixou o time espanhol depois de 16 temporadas e abrirá espaço para o brasileiro de 23 anos ter mais minutagem. Em entrevista coletiva na Granja Comary, Militão se despediu do ex-companheiro de zaga e contou sobre a influência de Sergio Ramos em sua carreira: "Aprendi muito nos anos que estive com ele, inclusive a ter um espírito de vencedor sempre", disse.

"A gente sabe da história do Sergio, o que ele fez pelo futebol e pelo Real Madrid. É um jogador que não tenho palavras para falar dele, por tudo o que fez, (...) sem dúvida nenhuma uma lenda para o Real Madrid e para todos. É uma pena que ele saiu, porque era um cara que no grupo era surreal, mas felicidades para ele e uma boa trajetória para ele", disse o brasileiro.

Éder Militão é jogador do Real Madrid desde julho de 2019. Na primeira temporada jogou 20 partidas. Em 2020/2021 o número cresceu para 21, mas com o dobro de participações na Liga dos Campeões da Europa, o que mostra que seu status dentro do elenco é maior. Agora, a missão é manter o viés de alta no clube para seguir sendo convocado por Tite.

"Eu fico muito feliz de ter essa oportunidade de ser convocado, é claro que quero permanecer até o Qatar e estou trabalhando para isso. Sei que tem muita etapa para queimar. E espero fazer uma boa campanha de treinamento de Copa América para fazer sequência na seleção."

Seleção Brasileira