PUBLICIDADE
Topo

Atlético-MG

Cuca tem premonição com Boca Jrs e deixa elenco do Atlético-MG boquiaberto

Cuca contou aos jogadores sentimento de que o Atlético-MG encararia o Boca nas oitavas da Libertadores - Rafa Brita/Divulgação
Cuca contou aos jogadores sentimento de que o Atlético-MG encararia o Boca nas oitavas da Libertadores Imagem: Rafa Brita/Divulgação

Guilherme Piu e Henrique André

Do UOL, em Belo Horizonte

21/06/2021 04h00

Classificação e Jogos

Campeão estadual, classificado para as oitavas da Copa do Brasil e brigando no pelotão de frente do Campeonato Brasileiro, competição pela qual entra em campo hoje (21) para encarar a Chapecoense, o Atlético-MG também sonha em conquistar novamente a América do Sul; feito este alcançado pela única vez em 2013. Dono da melhor campanha da fase de grupos da Libertadores, o time mineiro conta os dias para encarar o Boca Juniors, adversário que terá que superar para avançar às quartas do torneio. O adversário argentino, inclusive, já mexia com a cabeça do técnico Cuca semana antes do sorteio na sede da Conmebol, no Paraguai.

Em entrevista ao UOL Esporte, concedida na última sexta-feira (19), o volante Tchê Tchê revelou que o comandante contou aos jogadores que sentia que os Xeneizes seriam os rivais do Galo nas oitavas de final.

"Lembro que na semana anterior ao sorteio, o Cuca reuniu a gente e brincou que estava com cara de sair o Boca Juniors. A gente ficou na dúvida. Ele disse que estava sentindo isso. Estávamos em Recife naquele dia. Vivemos o futebol e vestimos grandes camisas para estes momentos, independente do adversário. Sabemos da campanha que fizemos na Libertadores e isso nos capacita para os dois jogos difíceis. É 50% para cada lado. Eles também assistiram nossos jogos e têm as mesmas preocupações. Será um confronto decidido nos detalhes. Já estamos estudando eles, inclusive", contou o meio campista.

"Ficamos brincando com ele quando saiu o resultado. Falamos 'que boca, hein?'. Ele sorriu e falou que tinha algo dentro dele falando que seria mesmo os argentinos. Isso pode ser um amuleto a mais para ele", acrescentou. As duas equipes se enfrentam em 13 de julho, em La Bombonera, e uma semana depois, no Mineirão.

Boa recordação

Acostumado com grandes jogos, Tchê Tchê ainda afirmou que o grupo está preparado para o desafio. Pelo Palmeiras, há três anos, ele ajudou o time paulista a superar o fortíssimo adversário, em pleno solo argentino.

"Joguei em La Bombonera com o Palmeiras, em 2018. Ganhamos de 2 a 0, com um gol do Keno e outro do Lucas Limas. E tinha torcida no estádio. Sabemos como é o futebol argentino e a entrega deles dentro de campo. Temos alguns aqui no elenco e sabemos a raça e a gana que eles têm de vencer. Vamos levar a nossa para fazer um excelente jogo lá quando chegar o dia", destacou Tchê.

"Não vai faltar entrega. Sabemos que temos muita qualidade, mas se ela não for aliada à luta e competitividade no campo, não venceremos. Conversamos bastante sobre isso. Temos que igualar na luta para não ficarmos para trás", finalizou.

Ficha Técnica:
Atlético-MG x Chapecoense

Motivo: 5ª rodada do Campeonato Brasileiro
Data: 21 de junho de 2021 (segunda-feira)
Horário: 20h (horário de Brasília)
Local: Mineirão, em Belo Horizonte
Arbitragem: Rodolpho Toski Marques, auxiliado por Rafael Trombeta e Victor Hugo Imazu dos Santos; todos paranaenses. VAR: Rodrigo Carvalhaes de Miranda (RJ)

Atlético-MG: Everson; Guga, Gabriel, Réver e Guilherme Arana; Allan, Tchê Tchê, Zaracho, Hyoran, Hulk e Keno. Técnico: Cuca

Chapecoense: João Paulo; Matheus Ribeiro, Felipe Santana, Ignácio e Mancha; Guedes, Anderson Leite, Ravanelli e Lima; Fernandinho e Anselmo Ramon. Técnico: Jair Ventura

Transmissão: Première e Sportv / O Placar UOL também acompanha o duelo em tempo real.

Atlético-MG