PUBLICIDADE
Topo

Futebol feminino

'Decisões não são nossas', diz Cristiane ao pedir respeito às jogadoras

Cristiane reclama de um lance na derrota do Brasil para os Estados Unidos por 3 a 0 no Japão (03/04/2012) - EFE/Franck Robichon
Cristiane reclama de um lance na derrota do Brasil para os Estados Unidos por 3 a 0 no Japão (03/04/2012) Imagem: EFE/Franck Robichon

Colaboração para o UOL, em São Paulo

21/06/2021 11h29

Cristiane Rozeira voltou a falar nas redes sociais após ficar de fora da Olimpíada de Tóquio. Em seu breve desabafo, a atacante pediu para que os torcedores respeitassem as atletas que foram escolhidas. Afinal, em seu ponto de vista, não é justo desmerecer certos trabalhos para enaltecer outros.

"Pessoal, queria pedir um favor a todos que me seguem aqui. Não desmereçam o trabalho de algumas atletas para enaltecer o de outras. Escolhas e decisões não são nossas. Trabalhamos arduamente para alcançar nossos objetivos e conquistas", começou por dizer.

Ainda no assunto, ela deu exemplos de situações que estariam causando constrangimento em outras atletas, afinal, muitas comparações foram feitas desde que seu nome não constou na lista de Pia Sundhage para os jogos.

"Fazemos tudo e um pouco mais por melhorias e crescimento da modalidade. Então, não é justo que uma atleta seja obrigada a ler um monte de m**** e ainda ficar calada", disse Cris, que completou:

"Não gosta dela, ou do seu futebol, não a ofenda, não desmereça sua luta. É só não seguir e não acompanhar. E quando acharem que tem direito a opinar sobre algo, tenha certeza absoluta do que você está falando. Torçam e acreditem naquilo que ela é capaz."

Justificativa da Pia

"Geralmente, eu não comento sobre jogadoras que não estão na convocação porque é quase que um insulto a quem está na lista. Mas mesmo assim vou responder por respeito. A Cristiane jogou diversos jogos com a seleção e fez muita diferença. Ela ajudou muito a equipe e hoje acho que existem outras jogadoras que vão ajudar o time a jogar um bom futebol", explicou Pia.

Desabafo Cristiane

"Hoje deveria ter sido um dia de muita comemoração, celebração. Um dia tão importante para o futebol feminino e um dia que a expectativa era estar ali, dentro das 18 convocadas para representar o Brasil em Tóquio", disse ela, que completou:

"Passa muita coisa na cabeça. Meu foco, claro, sempre foi estar lá. Toda atleta profissional busca a Seleção. E essa seria minha última Olimpíada, pra fechar um ciclo como a maior artilheira de todos os tempos na modalidade."

Futebol feminino