PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Por que Aguirre recusou Corinthians e topou voltar ao Inter um mês depois

EFE/Elvis González
Imagem: EFE/Elvis González

Jeremias Wernek

Do UOL, em Porto Alegre

20/06/2021 04h00

Em menos de um mês, Diego Aguirre recebeu duas propostas para voltar a trabalhar no Brasil. O treinador uruguaio recusou a oferta do Corinthians, mas aceitou o convite do Internacional. Além do histórico com o clube gaúcho, o técnico pesou lá atrás e agora a situação de cada equipe. Desde o elenco atual até as chances de título.

Aos 55 anos, Diego Aguirre assinou com o Inter até dezembro de 2022. Com ele, chegam o Fernando Pignatares, preparador físico, e o auxiliar técnico Juan Verzeri. Paulo Paixão foi contratado como coordenador de preparação física.

Em maio, o Corinthians procurou Diego Aguirre para substituir Vagner Mancini. As conversas duraram alguns dias, mas logo o uruguaio deu uma resposta negativa.

Segundo apurou o UOL Esporte, Diego Aguirre recusou o Corinthians pelo "tema esportivo". Ou seja, a situação técnica em si. Uma soma de elenco à disposição e possibilidade de reforços. Consequente nível de competitividade.

Algumas semanas depois, o Internacional demitiu Miguel Ángel Ramírez e, desde o início, listou o nome de Aguirre como possível sucessor. O uruguaio chegou a ser contatado na arrancada da prospecção por um técnico, mas começou a negociar mesmo só na sexta-feira (18). E o acerto não demorou para acontecer. Mesmo que a diretoria tenha informado sobre prováveis negociações que podem mudar o time titular.

"(É) Fundamental que se estabelece, desde o início, uma conversa transparente com quem vai assumir o time, o clube. O Diego sabe e assume de forma convencida, digamos assim, que podemos fazer um bom trabalho, mesmo se tivermos de vender algum jogador. Ele sabe e está dentro da barca, como se fala no futebol, com as coisas boas e as dificuldades que vamos ter pela frente", disse Alessandro Barcelos, presidente do Inter. "Isso é fundamental para se começar um trabalho. Ele compreendeu e tenho certeza de que teremos condições de que poderemos brigar. E brigar lá em cima", completou.

O Internacional lançou no orçamento da temporada a previsão de arrecadar R$ 90 milhões com negociação de atletas. Até aqui, o clube encaminhou a saída de Bruno Praxedes ao Red Bull Bragantino. A transferência ainda não foi anunciada oficialmente. Yuri Alberto é um forte candidato a deixar o estádio Beira-Rio em um futuro não tão distante.

Diego Aguirre volta ao Internacional depois de seis anos. Contratado no início de 2015, ele foi demitido após eliminação na semifinal da Copa Libertadores, em duelo com o Tigres-MEX. A saída ocorreu às vésperas de Gre-Nal na Arena do Grêmio, que terminou com placar de 5 a 0 para o time de Roger Machado.

À espera de Diego Aguirre, que deve ser apresentado oficialmente na segunda-feira (21) e estrear em jogo diante da Chapecoense, na quinta, fora de casa, o time do Inter recebe o Ceará. Hoje (20), no estádio Beira-Rio, a equipe comandada por Osmar Loss busca a segunda vitória no Campeonato Brasileiro.

FICHA TÉCNICA
INTERNACIONAL X CEARÁ

Data e hora: 20/06/2021 (domingo), às 16h (horário de Brasília)
Local: estádio Beira-Rio, em Porto Alegre (RS)
Árbitro: Diego Pombo Lopez (BA)
Auxiliares: Jucimar dos Santos Dias (BA) e Edevan de Oliveira Pereira (BA)
VAR: Carlos Eduardo Nunes Braga (RJ)

Internacional: Daniel; Heitor, Lucas Ribeiro, Cuesta (Zé Gabriel) e Moisés; Johnny, Edenilson, Mauricio (Nonato) e Patrick; T. Galhardo e Yuri Alberto

Ceará: Vinicius Machado; Gabriel Dias, Messias, Klaus e Bruno Pacheco; Oliveira, Fernando Sobral, Vina, Lima e Mendoza; Saulo Mineiro

Futebol