PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Grêmio vê campanha da torcida nas redes após time 'mais velho' com Tiago

Lucas Uebel/Grêmio FBPA
Imagem: Lucas Uebel/Grêmio FBPA

Jeremias Wernek

Do UOL, em Porto Alegre

20/06/2021 04h00

A derrota para o Sport, pelo placar de 1 a 0, ainda repercute no Grêmio. O adiamento do jogo com o Cuiabá, que aconteceria hoje (20), pela quinta rodada do Campeonato Brasileiro, contribui, mas a repercussão da atuação fora de casa segue sendo ruim. Dentro e fora do clube. Nas redes sociais, torcedores se uniram em campanha por mais jogadores na base no time titular. Na diretoria, a média de idade da equipe escalada na Ilha do Retiro incomodou.

O Grêmio iniciou o jogo contra o Sport com média de 30,2 anos no time. E apenas três jogadores da equipe titular saíram da base.

A bronca da torcida deu origem à campanha #JuntosPelaBase, que contesta a falta de espaço para nomes como os goleiros Adriel e Chapecó, o lateral esquerdo Guilherme Guedes e os volantes Fernando Henrique e Victor Bobson.

Tiago Nunes, na ausência de Brenno — que testou positivo para covid-19, escalou Paulo Victor e deve manter o experiente goleiro na equipe. Na defesa, Cortez saiu jogando ao lado de Rafinha, Geromel e Kannemann. No meio-campo, Luiz Fernando foi titular.

Para efeito de comparação, nos 10 jogos anteriores do Grêmio a média de idade nunca foi tão alta. O índice mais elevado foi registrado contra o Athletico-PR, quando a média do time chegou a 29,4 anos. No Gre-Nal que rendeu o título do Gauchão, o número ficou em 28,8.

O elenco gremista treinou no sábado e foi liberado das atividades deste domingo. O grupo volta a trabalhar na segunda-feira de olho no jogo contra o Santos, na quinta, em Porto Alegre. A escalação deve sofrer mudanças e a média de idade deve cair.

Futebol