PUBLICIDADE
Topo

Vasco

Castan volta com moral e Marcelo Cabo faz planos para "zaga ideal" do Vasco

Zagueiro não atuava há mais de um mês e seguirá formando a zaga ao lado de Ernando - Rafael Ribeiro/Vasco.com.br
Zagueiro não atuava há mais de um mês e seguirá formando a zaga ao lado de Ernando Imagem: Rafael Ribeiro/Vasco.com.br

Do UOL, no Rio de Janeiro

20/06/2021 04h00

Classificação e Jogos

Pouco mais de um mês após seu último jogo, o zagueiro Leandro Castan voltou a campo e teve boa atuação na vitória do Vasco por 3 a 0 contra o CRB. Na partida de ontem, em São Januário, o defensor formou o miolo de zaga ao lado de Ernando e agradou ao técnico Marcelo Cabo. Além de convencer o comandante na parte técnica, o jogador ainda ganhou elogios por sua liderança dentro das quatro linhas.

"O Castan já tem uma história muito bonita no Vasco, de entrega, de dedicação, é o capitão, é o líder. Ele fez valer a braçadeira de capitão de quarta-feira para cá. Ele tomou a responsabilidade de capitanear os companheiros. E isso foi uma das circunstâncias que fez chegarmos a essa vitória", afirmou o técnico.

A última partida de Castan havia sido contra o Botafogo, na final da Taça Rio —nesta temporada transformada em um torneio de consolação do Estadual do Rio, ainda no mês de maio.

A comissão técnica e o departamento médico decidiram proceder com máxima cautela para a recuperação do veterano zagueiro, que já sofreu com problemas físicos sérios na carreira.

"Ele vinha de um tempo de inatividade. Sabíamos que o planejamento era para ele voltar hoje. Não poderíamos antecipar essa volta. Tínhamos certeza que hoje ele seria importante, dentro do campo, no vestiário, liderando. Quando o Riquelme sentiu cãibra no fim ele o pegou pelo ombro e disse: 'você consegue ir mais, você vai mais'; e o Riquelme quase terminou o jogo. Isso é o papel de um líder. Ele se doou, se entregou. E tecnicamente foi muito bem", comentou o técnico.

Achou a dupla de zaga ideal?

Além dos três gols marcados, Marcelo Cabo citou várias vezes em sua entrevista a partida sem levar gols do Vasco, principalmente por se tratar de um adversário com forte poderio ofensivo —o CRB começou a rodada com o melhor ataque da Série B.

Questionado se a formação com Castan e Ernando é a ideal na zaga, o treinador comentou sobre os problemas físicos recentes que tiraram Ernando do jogo contra o Avaí, mas deu pistas de que poderá manter a dupla para a partida contra o Cruzeiro, na próxima quinta.

"Hoje a zaga Ernando e Castán é a que temos ideia para o próximo jogo, mas o futebol é muito dinâmico. Então precisamos entender a sequência. Foi uma dupla que deu encaixe, que deu liga hoje, terminamos o jogo sem tomar gol. Tivemos um sistema defensivo muito consistente. Não foi só a dupla de zaga, mas fico feliz pela entrega desses jogadores. Ernando sentiu cãibra no fim, mas disse que dava para ir até o fim e conseguimos terminar sem tomar gol. Esse é o espírito do Vasco", acrescentou.

Com o resultado de sábado, o Vasco foi aos sete pontos na Série B e agora terá dois compromissos importantes para se aproximar dos líderes. O primeiro, como já informado, será diante do Cruzeiro, no Mineirão, na quinta-feira. No domingo que vem (27), a equipe volta a jogar em casa e recebe o Brusque.

Vasco