PUBLICIDADE
Topo

Esporte

Técnico do Peru se solidariza com 500 mil mortos pela covid-19 no Brasil

Ricardo Gareca, técnico da seleção do Peru - Reprodução/@SeleccionPeru
Ricardo Gareca, técnico da seleção do Peru Imagem: Reprodução/@SeleccionPeru

Eder Traskini

Do UOL, em Goiânia

19/06/2021 18h26

Classificação e Jogos

O técnico Ricardo Gareca, da seleção do Peru, lamentou a marca de 500 mil mortes por covid-19 no Brasil. No país para a disputa da Copa América, o treinador dirige o Peru na noite de amanhã (20), às 21h, contra a Colômbia, no estádio Olímpico, em Goiânia.

Gareca se solidarizou com as vítimas e disse que o Brasil está "sendo mais afetado" do que outros países, mas afirmou que não é algo exclusivo do país.

"Creio que me atinge o que está se sucedendo, não só em Brasil, mas em toda América do Sul. Me atinge. É um país que está sendo mais afetado que outros. Lamento muito por tudo que está atravessando. Mas em geral está atingindo a toda América do Sul, não é algo privativo de Brasil. Então, como sul-americano, me atinge tudo isso", disse o técnico em entrevista coletiva.

O treinador é argentino e está à frente do Peru desde 2015, um ano após a passagem de Gareca pelo Brasil. Após um trabalho de seis anos no Vélez Sarfield (ARG), ele dirigiu o Palmeiras por 13 partidas, conquistou apenas três vitórias e foi demitido.

O Peru estreou sofrendo uma goleada de 4 a 0 para o Brasil. Nas eliminatórias para a Copa do Mundo de 2022, a seleção peruana é lanterna com apenas quatro pontos em seis jogos disputados.

Esporte