PUBLICIDADE
Topo

Série B - 2021

Sob pressão, Vasco enfrenta o CRB e tenta mudar o rumo na Série B

Marcelo Cabo diz já ter uma "espinha dorsal" do time do Vasco e fechará "pré-temporada" após clássico com o Fla - Rafael Ribeiro / Vasco
Marcelo Cabo diz já ter uma "espinha dorsal" do time do Vasco e fechará "pré-temporada" após clássico com o Fla Imagem: Rafael Ribeiro / Vasco

Do UOL, no Rio de Janeiro (RJ)

19/06/2021 04h00

Classificação e Jogos

Sob muita pressão, o Vasco encara o CRB, hoje (19), em São Januário, pela quinta rodada Série B do Campeonato Brasileiro. Com quatro pontos, o Cruz-Maltino ocupa apenas a 15ª colocação e vê contestações ao trabalho da diretoria e, principalmente, da comissão técnica ganharem força. O duelo de logo mais, inclusive, pode ser decisivo para o futuro de Marcelo Cabo no clube.

A derrota para o Avaí, na última quarta-feira, em casa, foi o estopim para que as cobranças internas tivessem o tom mais elevado e urgente. Os últimos dias foram de reuniões e análise para que soluções possam ser colocadas em prática o mais rapidamente possível, em uma tentativa de contornar a crise.

O desempenho até agora na competição incomoda bastante. Na Colina, outrora trunfo do Vasco, foram duas derrotas em dois jogos. Mais que isso, foram quatro gols contra e nenhum a favor. Diante do CRB, a oportunidade de vencer a primeira como mandante no torneio.

Os erros defensivos em sequência também têm sido um ponto que desagrada. Entre equívocos nas jogadas aéreas e saída de bola, o ajuste ideal ainda não foi encontrado e a equipe indica dificuldades neste quesito. Na competição nacional, até aqui, o time foi vazado seis vezes em quatro partidas, tendo uma média de 1,5 — apenas o próprio CBR e o Cruzeiro, com oito, e o Guarani, com sete, tomaram mais gols. E, assim, o Cruz-Maltino vai acumulando resultados negativos e deixando pontos pelo caminho que podem ser preciosos para o objetivo final, que é o acesso à Série A.

"Não fomos bem, só que, se analisarmos o primeiro tempo, mais uma vez, os dois gols do Avaí fomos nós que demos. Não podemos ficar correndo atrás do adversário em nossa casa. São seis pontos jogados e seis pontos perdidos [contra Operário-PR e Avaí]. Na casa dos adversários trouxemos quatro pontos em seis possíveis. Temos que fazer valer o nosso mando de campo. Acredito que não foi o sistema, mas uma desatenção. Está sendo corriqueiro, mas acredito muito no trabalho do Marcelo e no trabalho do grupo", disse o auxiliar Fábio Cortez, que esteve à beira do gramado no último jogo porque Marcelo Cabo estava suspenso.

Na busca pela evolução, o Vasco, talvez, conte com um "reforço". A equipe vive a expectativa pela volta do zagueiro Leandro Castan, que realizou trabalhos de recondicionamento físico após acusar um desconforto muscular na coxa direita, e está fora há sete partidas.

Com o camisa 5 como titular, a equipe cruz-maltina ainda não perdeu na atual temporada e o desempenho dá esperança à torcida. O retorno pode ter reflexos também na postura da equipe. Um dos jogadores com mais tempo de casa, ele é capitão e com voz ativa em um elenco que ainda atravessa uma reformulação e conta com recém-chegados e jovens da base.

Passagem recente pelo adversário

O técnico Marcelo Cabo teve uma recente passagem pelo CRB, adversário de logo mais. O treinador comandou a equipe alagoana entre 2019 e 2020, despedindo-se do clube em novembro, para assumir o Atlético-GO. Em 52 partidas pelo Galo da Praia, foram foram 21 vitórias, 15 empates e 16 derrotas.

FICHA TÉCNICA
VASCO X CRB

Competição: Campeonato Brasileiro Série B
Local: São Januário, no Rio de Janeiro (RJ)
Dia: 19 de junho de 2021, sábado
Horário: 16h30 (horário de Brasília)
Árbitro: Alisson Sidnei Furtado (TO)
Assistentes: Fábio Pereira (TO) e Fernando Gomes da Silva (TO)

Vasco: Vanderlei; Zeca; Leandro Castan, Ricardo Graça (Ernando) e Riquelme; Romulo, Galarza (Bruno Gomes) e Marquinhos Gabriel; MT, Morato e Cano. Técnico: Marcelo Cabo

CRB: Diogo Silva; Reginaldo, Gum, Frazan e Alexandre Melo; Marthã, Jean Patrick e Diego Torres; Ewandro, Alisson Farias e Hyuri. Técnico: Allan Aal