PUBLICIDADE
Topo

Esporte

Técnico do Chile sobre revolta de Vidal: "Imagino que seja frustrante"

Vidal (direita) ficou revoltado após ser substituído no segundo tempo: técnico do Chile colocou "panos quentes" - Gil Gomes/AGIF
Vidal (direita) ficou revoltado após ser substituído no segundo tempo: técnico do Chile colocou "panos quentes" Imagem: Gil Gomes/AGIF

Bruno Braz

Do UOL, em Cuiabá

18/06/2021 20h55

Classificação e Jogos

Uma das principais estrelas da seleção chilena, o meia Arturo Vidal não gostou nem um pouco de ser substituído aos 22 minutos do segundo tempo por Alarcón, na vitória do Chile por 1 a 0 sobre a Bolívia pela Copa América. Bastante indignado, o jogador da Inter de Milão (ITA) atirou suas ataduras com força no gramado e, na saída de campo, se recusou a vestir o colete oferecido pelo roupeiro da seleção chilena. Aos poucos ele foi se acalmando, vestiu o item e assistiu aos minutos finais do banco de reservas.

Técnico da equipe, Martín Lasarte tratou de colocar "panos quentes" após a partida, e lembrou que Vidal ainda está recuperando sua melhor forma física após contrair covid-19 antes da competição continental.

"Não é uma questão de sentir, é uma realidade. Quando o jogador termina a temporada com alguma dificuldade, vem ao Chile, fica doente, vai passar não sei quantos dias fora com a situação que ele viveu... Quando ele volta, não é um Super Homem. É um grande jogador, mas precisa de um período de recuperação. E fazer isso enquanto se está competindo é difícil, mas estamos tentando. Imagino que para ele ser substituído seja frustrante, mas tenho que buscar as melhores ferramentas para o time, e assim ele vai acumulando minutos, esforços, e acredito que mais na frente iremos desfrutar de sua melhor versão", declarou Lasarte.

Na sequência da entrevista coletiva virtual promovida pela Conmebol, o treinador do Chile foi novamente perguntado sobre a substituição de Vidal, repetiu os argumentos e enfatizou que não há qualquer questão além disso:

"Ele está na fase de tentar recuperar a melhor forma, mas enquanto se está competindo não é fácil. Simplesmente é isso, não tem outra pauta".

O Chile venceu a Bolívia por 1 a 0 com gol do atacante Brereton e chegou aos quatro pontos no Grupo A da Copa América. Na estreia, os chilenos haviam empatado em 1 a 1 com a Argentina.

Já os bolivianos ficaram em situação complicada, uma vez que já haviam perdido no primeiro jogo por 3 a 1 para o Paraguai.

Esporte