PUBLICIDADE
Topo

Esporte

Quem se deu melhor sozinho? Messi e Suárez têm 1º duelo após fim de dupla

Suárez e Neymar agora atuam por times diferentes, mas seguem amigos  - NurPhoto via Getty Images
Suárez e Neymar agora atuam por times diferentes, mas seguem amigos Imagem: NurPhoto via Getty Images

Marinho Saldanha

Do UOL, em Brasília (DF)

18/06/2021 04h00

Classificação e Jogos

Uma das parcerias mais firmes do futebol, dentro e fora de campo, foi desfeita em 2020. Messi e Suárez deixaram de jogar juntos no Barcelona. A ida do uruguaio para o Atlético de Madri separou, ao menos em campo, quem costuma ser tão próximo.

Hoje (18), às 21h, Brasília vai assistir ao primeiro confronto entre eles pelas seleções depois que cada um seguiu seu caminho. Argentina e Uruguai jogam pela pela segunda rodada do grupo A da Copa América, no estádio Mané Garrincha.

"Com relação a Leo, minha amizade com ele será eterna. Nossa relação é sempre boa. Mas dentro de campo não existe. Vou cumprimentar, como fazemos em todas as outras vezes que nos enfrentamos, e é isso", disse Suárez.

E não é difícil encontrar registros da parceria. Messi e Suárez não eram apenas colegas de ataque do Barcelona, eram amigos próximos. Daqueles que organizam churrascos, aproximam famílias, têm intimidade com os filhos do outro, compartilham as mesmas coisas. Hoje, ainda que sigam com a relação, o campo os separou. E a pergunta que fica é: quem se deu melhor sozinho?

Números: jogos, gols e assistências

Para tentar responder, ou ter ideia, de quem foi melhor sozinho é necessário avaliar os números. O argentino disputou 47 partidas pelo Barcelona, marcando 38 gols, média de 0,8 por jogo. Ainda deu 14 assistências ao longo da última temporada.

Já Suárez participou de 38 jogos, marcando 21 gols, gerando média de 0,5 por partida. E deu somente três assistências.

Títulos: quem foi campeão?

Mas de nada adianta somar bons números se a engrenagem não funcionar. Por isso, é preciso ver o que o time de cada um fez coletivamente. Neste ponto, Suárez vibrou muito com a conquista do Campeonato Espanhol —com o Barcelona ficando em terceiro.

O Barça, porém, foi campeão da Copa do Rei, com dois gols de Messi na final, cujo placar foi 4 a 0 sobre o Athletic Bilbao.

Na Liga dos Campeões, ambos caíram nas oitavas de final: o Barcelona para o PSG e o Atlético de Madri para o Chelsea.

Relevância e pressão

Lionel Messi não teve o sucesso coletivo que almejava. No Barcelona, equipe que sempre se vê pressionada por grandes conquistas, perdeu os maiores torneios dos quais participou. Ainda assim foi artilheiro do Espanhol e quarto jogador que mais deu assistências no campeonato. Ele segue expoente técnico do clube, mas tem futuro incerto, podendo se despedir ao fim do vínculo.

Já Suárez, teve sucesso coletivo, foi campeão e um dos expoentes do Atlético de Madri. Não esteve entre os goleadores do Espanhol, mas sua relevância na equipe de Simeone pesou para arrancada que levou ao título.

Pela seleção

Depois do fim da dupla, a Argentina venceu três jogos e empatou quatro, ainda está invicta. O Uruguai, por sua vez, ganhou duas vezes, empatou duas e perdeu duas até o jogo de hoje.

Então, individualmente, Messi soma números melhores e tem resultados melhores na seleção. Mas Suárez conquistou o Espanhol e, ao contrário do amigo, tem um futuro mais estável pela frente.

Com prós e contra, fatalmente, a resposta para a interrogação que abre esta matéria será melhor atendida por uma opinião do que por algo concreto. Indiscutível aqui, apenas que eles seguem amigos.

Esporte