PUBLICIDADE
Topo

Esporte

Sem marcar em 2021, Uruguai chega à Copa América com ataque em xeque

Cavani e Suárez chegam à Copa América pressionados para marcar gols - EMMANUEL DUNAND/AFP
Cavani e Suárez chegam à Copa América pressionados para marcar gols Imagem: EMMANUEL DUNAND/AFP

Marinho Saldanha

Do UOL, em Brasília (DF)

17/06/2021 04h00

Classificação e Jogos

Um ataque que tem Suárez e Cavani pode ser posto em dúvida? Pode. Essa é a condição da seleção uruguaia. A equipe que chegou ontem (16) ao Brasil para disputa da Copa América ainda não marcou gols neste ano e conta com o retorno da dupla para espantar a má fase.

Cavani não atuou nas duas partidas realizadas pela Celeste até agora. A equipe de Óscar Tabárez empatou duas vezes em 0 a 0 pelas Eliminatórias para próxima Copa do Mundo. Foram jogos contra Paraguai e Venezuela.

Somado ao último jogo do ano passado, a derrota por 2 a 0 para o Brasil, o Uruguai não marca há três partidas.

"Precisamos ficar longes das críticas e dos elogios. Não podemos pensar no que se diz, seja de bom ou ruim. Temos que ser conscientes do trabalho que fazemos. Queremos ganhar, queremos marcar os gols. Nós, atacantes, somos os primeiros a querer marcar", disse Luís Suárez.

E para voltar a marcar a aposta é em um velho conhecido. Edinson Cavani volta à seleção após cumprir suspensão pela expulsão contra o Brasil. Ele não esteve em nenhum dos jogos com placar zerado.

"Temos que entrar na zona de conclusão. O Cavani é muito importante para seleção e sabemos o que ele acrescenta ao time. Sempre tento desfrutar de ter ele ao meu lado. É um jogador que faz a diferença e muito bom de ter como meu companheiro", completou El Pistolero.

Em seus clubes, as temporadas de Cavani e Suárez foram boas. Pelo Manchestar United, Cavani fez 17 gols em 39 partidas. No Atlético de Madri, Suárez marcou 21 vezes em 38 jogos.

Porém, na imprensa uruguaia já surgem comentários de que a idade começa a pesar para ambos, que têm 34 anos.

O Uruguai encara Argentina em sua estreia na Copa América. A partida está marcada para sexta-feira (18), às 21h (de Brasília), no Mané Garrincha.

Esporte