PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Inter chega a pior série de jogos no Beira-Rio desde o rebaixamento

Ricardo Duarte/SC Inter
Imagem: Ricardo Duarte/SC Inter

Jeremias Wernek

Do UOL, em Porto Alegre

17/06/2021 04h00

Classificação e Jogos

O Internacional não vence um jogo dentro do estádio Beira-Rio desde o início de maio. São cinco partidas sem ganhar em casa. Com a derrota para o Atlético-MG, pelo placar de 1 a 0 na quarta-feira (16), o clube gaúcho já vive a pior sequência de partidas como mandante depois de 2016. No ano do rebaixamento, a equipe chegou a ficar justamente seis duelos sem vencer em Porto Alegre.

A vitória mais recente no estádio Beira-Rio foi contra o Juventude, no jogo de volta da semifinal do Campeonato Gaúcho. Depois daquele 4 a 1, não ganhou mais.

A série de jogos sem vitória em casa é só mais um ingrediente no cenário de crise. A eliminação para o Vitória na Copa do Brasil e a demissão de Miguel Ángel Ramírez completam o cenário.

Há, também, a campanha no Campeonato Brasileiro. Até aqui, o Inter venceu somente um dos quatro jogos disputados. E perdeu por 5 a 1 para o Fortaleza, no Castelão. Mas nada assusta mais, dentro e fora do clube, que a fase atual como mandante.

Nem mesmo na disputa da Série B do Brasileirão, em 2017, o jejum foi tão grande. Em 2019 e 2020 foram quatro jogos sem vencer em casa.

No período, o Inter perdeu para Grêmio, Vitória e Atlético-MG. Empatou com Always Ready-BOL e Sport. Os jogos foram válidos por todas as competições, de Gauchão à Libertadores. Passando por Copa do Brasil e Campeonato Brasileiro.

Contra o Atlético-MG, o Internacional até criou oportunidades para marcar. Especialmente no segundo tempo, com Thiago Galhardo, Mauricio e Vinicius Mello, jovem centroavante formado na base que terminou a partida em campo. Mas não marcou.

"A gente sabe que a gente precisa evoluir. Mas a gente está produzindo. A primeira etapa é produzir oportunidades de gol. Não é agora, comigo, mas ainda com Ramírez a gente vem criando. A gente vem buscando evolução para dar suporte e redundar em eficiência melhor. Essa eficiência melhor vai entregar melhores resultados", disse Osmar Loss, técnico interino do Internacional.

O próximo jogo é novamente em Porto Alegre. No domingo (20), contra o Ceará, o Inter tem a chance de encerrar o incômodo momento. Pelo menos nas estatísticas, nos números. Mas em caso de empate ou derrota, a sequência aumenta e passa a ser idêntica ao desempenho que fez parte da queda para Série B.

Futebol