PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Dani Alves comemora convocação para Olimpíada: 'Desafio que a gente gosta'

Daniel Alves pela seleção brasileira em partida contra a Nigéria em outubro de 2019 - Lucas Figueiredo/CBF
Daniel Alves pela seleção brasileira em partida contra a Nigéria em outubro de 2019 Imagem: Lucas Figueiredo/CBF

Colaboração para o UOL, em São Paulo

17/06/2021 16h11Atualizada em 17/06/2021 17h10

André Jardine, técnico da seleção olímpica, divulgou a lista de convocados para os Jogos Olímpicos de Tóquio na manhã de hoje. Logo depois da confirmação o São Paulo publicou um vídeo de Daniel Alves comemorando a oportunidade que recebeu.

"É uma satisfação imensa, uma alegria tremenda estar representando meu país de uma forma diferente, em uma ocasião tão especial como uma Olimpíada. Eu sonhava com um momento assim, bati na trave duas vezes e agora tenho a honra de ser chamado e de poder estar fazendo parte desse grupo que vai defender a medalha conquistada no Brasil", começou por dizer.

Ainda no assunto, o lateral, que foi capitão da conquista da Copa América de 2019 com a seleção brasileira, enfatizou a responsabilidade que terá com os garotos, mas não escondeu a motivação para fazer parte deste momento.

"A responsabilidade é grande, mas é o que a gente gosta. A gente gosta de responsabilidade, desafio. Como um bom patriota que sou, sempre defendi a camisa da seleção e ela significa muito para um jogador e em especial para mim", finalizou.

Os Jogos Olímpicos começam no dia 23 de julho e vão até 8 de agosto. Com isso, Daniel perderá a partida de volta das oitavas de final da Copa Libertadores contra o Racing, que acontece em 20 de julho. O jogador também deve desfalcar o São Paulo nas oitavas de final da Copa do Brasil e em algumas rodadas do Brasileirão.

Temos que valorizar nosso povo

No mesmo vídeo, Daniel ainda disse que sua volta para o Brasil foi justamente para mostrar aos atletas que é possível sonhar com as oportunidades de defender a seleção brasileira.

Desde que cheguei aqui, foi um dos motivos de eu voltar para o Brasil e tentar convencer as pessoas que é possível chegar na seleção jogando por um clube aqui no Brasil. Então é sonho atrás de sonho, realizações atrás de realizações. Isso fortalece o trabalho e minha ideia de vir ao Brasil e fomentar isso", disse Dani, que completou:

"Precisamos valorizar nosso país, nossos atletas e nosso povo. Somos um povo muito especial. Vestir a camisa da seleção atuando pelo time que sempre sonhei, os sonhos ficam mais especiais. Eu agradeço o São Paulo pela oportunidade de estar aqui e poder representar o São Paulo. Isso é o que sempre sonhei e tive em mente de fazer o possível. As coisas estão acontecendo e não tem como não ficar feliz."

Dia inesquecível na minha vida

Nas redes sociais, o lateral também comemorou a conquista. No desabafo, ele disse que pode afirmar que a classificação entra em um dos 'dias inesquecíveis' de sua vida.

"Hoje é mais um dia inesquecível na minha vida, ser chamado para representar o meu país e com a responsabilidade de defender uma medalha olímpica é indescritível. Vivo, luto por e para isso", começou por dizer.

"Luto para que as pessoas não desistam nunca daquilo que elas sonham. Tudo é possível para quem não desiste. Quanto maior o desafio, maior a motivação", acrescentou.

Futebol