PUBLICIDADE
Topo

Futebol

América-MG e Cuiabá empatam sem gols e seguem sem vencer no Brasileirão

Colaboração para o UOL

17/06/2021 17h58

Classificação e Jogos

América-MG e Cuiabá, dois clubes que subiram na última temporada, entraram no gramado da Arena Independência sem ter vencido no Brasileirão. E, com o empate por 0 a 0 nesta quinta-feira (17), assim permanecem após o término da quarta rodada.

O resultado dá o primeiro ponto à equipe mineira, que continua sem balançar as redes no torneio e na zona de descenso, com a 19ª colocação. Já o Cuiabá chega aos dois pontos e ocupa o 14º lugar.

Os times voltam a campo já neste domingo, pela quinta rodada do torneio. Às 11h, o Coelho visita o Palmeiras no Allianz Parque. Mais tarde, às 16h (15h no horário local), o Cuiabá recebe o Grêmio no Dutrinha, já que a Arena Pantanal é um dos palcos da Copa América.

Morno, morno...

Apesar da situação adversa que os clubes vivem no Brasileirão, nenhum deles pareceu muito motivado para ir ao ataque. Eles fizeram uma partida sem grandes emoções na tarde desta quinta-feira. Os mandantes conseguiram rondar a área adversária e finalizar mais. A conclusão das jogadas, porém, não assustou tanto o goleiro Walter.

Se estava morno, o embate esfriou de vez com a mudança de lado das equipes na Arena Independência. O Coelho mantinha a posse e rondava a área adversária, mas sem criativa para furar o bloqueio. Os visitantes não conseguiram mais puxar contra-ataques e passaram 45 minutos praticamente sem levar qualquer perigo para Jori, que foi o arqueiro titular, já que Matheus Cavichioli testou positivo para covid-19.

Bola no esquentado Clayson

A estratégia do Dourado era bem simples: se segurar defensivamente e buscar Clayson para puxar os contra-ataques. O atacante se destacou e foi o jogador mais ligado em campo até o intervalo. Seu desempenho caiu durante o segundo tempo, assim como o jogo de uma forma geral. Aos 15 minutos, o atacante deu um 'chilique' após a marcação de uma falta sua no campo de ataque e foi premiado com o primeiro cartão amarelo da partida. O jogador seguiu reclamando muito e disse que o estavam ameaçando. Para evitar uma expulsão, o técnico Luiz Fernando Iubel o sacou de campo em seguida, dando vaga para Danilo Gomes.

Buscando o jogo

Na primeira exibição após a saída do técnico Lisca, o América-MG partiu para cima do adversário, cedendo espaço nos contragolpes. O time teve as principais chances no começo do embate, com Ademir, aos 4 minutos, e com Juninho, aos 10. A melhor da primeira etapa veio nos pés de Felipe Azevedo, aos 38 minutos. O atacante recebeu sozinho na segunda trave e pegou de primeira, contudo, para fora da meta.

Bravo e machucado

Aos 21 minutos, Pepê enfiou o dedo no olho de Juninho Valoura. Com dificuldades para enxergar, o volante do Coelho foi substituído por Sabino. Mas nem o fato de estar segurando um algodão no olho fez com que o jogador se acalmasse. Frustrado com a situação, saiu chutando o que tinha pela frente até chegar ao banco de reservas.

Tentativa frustrada

O desempenho do Dourado na primeira etapa também não agradou ao interino Iubel, que voltou com duas mudanças: Rafael Gava e Papagaio deram lugar a Uillian Correia e Élton. As trocas surtiram pouco efeito e o time seguiu recuado diante do domínio dos mandantes, que não tinham criatividade para furar o bloqueio para abrir o placar.

Momento de perigo

Se o Cuiabá teve alguma chance de vencer o jogo, ela foi entre os 24 e 27 minutos do segundo tempo. Cafú fez boa jogada individual pela direita e conseguiu um escanteio. Depois do bate e rebate na área após a cobrança, Uillian Correa bateu de fora da área e obrigou Jori a se esticar todo para espalmar a bola.

Ribamar entra bem

O ritmo de jogo desabou após os 30 minutos do segundo tempo. Nos minutos finais, Ribamar, que saiu do banco do América-MG, foi o jogador mais lúcido em campo: cabeceou uma bola aos 36, tentou um chute cruzado aos 37 e, aos 42, teve boa chance de dentro de área, porém pegou muito mal na hora de concluir. Aos 49, teve a última chance da partida, após subir mais alto que todo mundo na pequena área. Entretanto, o atleta novamente pecou na hora de direcionar a bola para a meta.

Arbitragem discreta

Até do árbitro da partida, Antonio Dib Moraes de Sousa, os jogadores exigiram muito pouco. O juiz não teve problemas em conduzir a partida e a única vez que teve a atenção voltada para si foi no final da primeira etapa, quando ficou cerca de dois minutos aguardando o parecer do VAR sobre um possível pênalti para o Coelho.

Ficha técnica

AMÉRICA-MG 0 x 0 CUIABÁ
Data:
17/06/2021;
Local: Arena Independência, em Belo Horizonte (MG);
Hora: 16h (de Brasília);
Árbitro: Antonio Dib Moraes de Sousa (PI);
Auxiliares: Rogério de Oliveira Braga (PI) e Márcio Iglésias Araújo Silva (PI).

Cartão amarelo: Clayson (CUI).

América-MG: Jori; Diego Ferreira (Gustavo), Eduardo Bauermann, Anderson, João Paulo (Ramon); Juninho Valoura (Sabino), Juninho, Alê; Felipe Azevedo (Bruno Nazário), Rodolfo José (Ribamar) e Ademir. Técnico interino: Cauan de Almeida.

Cuiabá: Walter; João Lucas, Marllon, Paulão, Uendel; Auremir (Osman), Rafael Gava (Uillian Correia), Pepê; Jonathan Cafú (Murilo Rangel) e Rafael Papagaio (Élton) e Clayson (Danilo Gomes). Técnico interino: Luiz Fernando Iubel.

Futebol