PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Trio do Palmeiras de R$ 300 mi e 90% pode se juntar de novo só em agosto

Danilo (autor do gol), Gabriel Menino e Patrick de Paula, do Palmeiras, comemoram tento contra a Ferroviária - Cesar Greco
Danilo (autor do gol), Gabriel Menino e Patrick de Paula, do Palmeiras, comemoram tento contra a Ferroviária Imagem: Cesar Greco

Diego Iwata Lima

De São Paulo

15/06/2021 04h00

Classificação e Jogos

Se a CBF seguir neste ano cronograma parecido com o de 2016, o Palmeiras só tem mais seis partidas até a apresentação da seleção brasileira que vai disputar a Olimpíada em Tóquio. Naquele ano, o time se apresentou ao técnico Rogério Micale 17 dias após a convocação. André Jardine divulga seus 18 escolhidos nesta quinta-feira, dia 17.

Se assim for, seis é também o número máximo de jogos que Abel Ferreira terá para escalar juntos, antes de agosto, Gabriel Menino, Patrick de Paula e Danilo, seu trio de mais R$ 300 milhões, já que Menino é nome certo na lista que vai tentar o ouro no Japão.

Quando titulares do Palmeiras ao mesmo tempo, as crias da Academia conquistaram, até hoje, 90,5% dos 21 pontos que disputaram. Nesses jogos, o Palmeiras fez 18 gols e sofreu apenas um.

Danilo e Patrick seguem no departamento médico. O primeiro tem uma lesão na coxa direita e não joga há 12 dias. O segundo, com um trauma no quadril, já está de molho há nove.

O Palmeiras não deu detalhes sobre as lesões ou tempo de recuperação. Mas a dupla não foi para o campo ontem (14) para treinar, o que praticamente os tira do jogo de amanhã, contra o Juventude, em Caxias do Sul, pelo Campeonato Brasileiro.

Caso alguma dessas lesões seja um pouco mais grave, pode ser que o treinador do Palmeiras só volte a poder escalar os três jogadores juntos ao mesmo tempo em cerca de dois meses, quando encerrar a participação brasileira na Olimpíada.

Se fizer a final, o Brasil joga até 7 de agosto. Se cair na primeira fase, enfrenta a Arábia Saudita em 28 de julho. De qualquer maneira, o compromisso do Palmeiras seguinte a essa data é em 1º de agosto, contra o São Paulo, pelo Brasileiro.

Como titular, trio nunca foi derrotado

O trio de crias da academia entrou sete vezes em campo junto, como titular, e não perdeu. Foram seis vitórias e um empate. Entre os jogos que o Palmeiras venceu, está aquele que, exceto pelas finais da Copa do Brasil e da Libertadores, talvez seja o mais emblemático da era Abel Ferreira no clube.

Na vitória por 3 a 0 sobre o River Plate em Avellaneda, na Grande Buenos Aires, semifinal da Libertadores, o português escalou os três no meio-campo como titulares. Repetiu assim o que já fizera contra o Delfín, do Equador, na goleada por 5 a 0, nas quartas.

Porém, da partida contra o River para cá, Abel só voltou a formar o time titular com o trio no Campeonato Paulista deste ano, contra São Caetano (3 a 0), Ferroviária (2 a 0) e São Bento (1 a 1).

Em 2021, os três jogadores já passaram muito tempo fora de combate. No início de maio, Gabriel Menino foi afastado do dia a dia dos treinamentos para se recuperar fisicamente e tratar problemas nos ligamentos do tornozelo direito. Depois, esteve ainda com a seleção olímpica para amistosos neste mês contra Cabo Verde (5) e Sérvia (8).

Além das três partidas em que foram titulares, os três jogaram no mesmo jogo outras duas vezes na atual temporada. Mas na goleada por 6 a o sobre o Universitario-PER, pela primeira fase da Libertadores, foi justamente Danilo quem saiu para que Patrick entrasse.

E na última vez que pisaram o campo ao mesmo tempo, contra o Flamengo, pelo Brasileiro —derrota por 1 a 0— Danilo veio do banco.

Jogos em que os Patrick, Danilo e Menino atuaram como titulares:

Palmeiras 3 x 0 Athletico PR - Brasileirão 2020

Palmeiras 5 x 0 Delfín - Libertadores 2020

Palmeiras 1 x 0 Bragantino - Brasileirão 2020

River Plate 0 x 3 Palmeiras - Libertadores 2020

Palmeiras 3 x 0 São Caetano - Paulistão 2021

Palmeiras 2 x 0 Ferroviária - Paulistão 2021

São Bento 1 x 1 Palmeiras - Paulistão 2021

7 Jogos, 6 vitórias, 1 empate, 18 gols a favor, 1 gol contra

Futebol