PUBLICIDADE
Topo

Santos

Santos deixa Fluminense à espera, e negociação por Ganso congela

Paulo Henrique Ganso em ação durante Fluminense x Portuguesa-RJ pelo Carioca 2021 - Thiago Ribeiro/AGIF
Paulo Henrique Ganso em ação durante Fluminense x Portuguesa-RJ pelo Carioca 2021 Imagem: Thiago Ribeiro/AGIF

Gabriela Brino e Leo Burlá

Colaboração para UOL, em Santos

15/06/2021 04h00

O Santos deixou o Fluminense à espera nas últimas semanas, e a negociação por Paulo Henrique Ganso congelou. A diretoria do Peixe estudou repatriar o meia, mas, segundo apurou o UOL Esporte, a rejeição por parte da torcida e um novo mapeamento no mercado fez com que os cartolas mudassem de ideia.

O meio-campista Guilherme Camacho, por exemplo, já está acertado com o Alvinegro. O jogador de 31 anos também já foi liberado pelo Corinthians, o que afastou de vez a possibilidade de retorno de Ganso. Assim como o meia do Flu, Camacho também já foi dirigido pelo técnico Fernando Diniz no passado —em passagem marcante pelo Audax, de Osasco.

Com o Fluminense, o Santos chegou a discutir alguns termos contratuais, com participação do agente Giuseppe Dioguardi, que gerencia a carreira do meia. Ganso voltaria à Baixada Santista com vínculo até o final da temporada e opção de renovação por mais um ano. A transação, porém, emperrou na hora de se discutir valores financeiros.

O Santos via a negociação por Ganso como uma aposta e pretendia dividir seus vencimentos por igual com os cariocas, algo que não foi aceito nas Laranjeiras. Uma das motivações da diretoria tricolor era justamente se livrar do alto salário do atleta. A partir daí, esfriou o interesse santista.

Com as conversas congeladas, Ganso foi a campo no último final de semana pelo Flu, em empate por 2 a 2 com o Red Bull Bragantino. O meia foi titular, mas acabou substituído e se mostrou incomodado pela saída. Foram 63 minutos em campo.

Depois de alguns meses de inatividade no mercado, o Santos agora espera confirmar Camacho a uma lista de reforços que inclui Danilo Boza, Moraes, Vinicius Zanocelo e Marcos Guilherme. Além disso, também acertou a renovação de Carlos Sánchez, que está muito próximo de ficar à disposição de Fernando Diniz.

No Peixe, Paulo Henrique Ganso tem 123 jogos e 27 gols. Na Baixada, conquistou três vezes o Campeonato Paulista, uma Libertadores, uma Copa do Brasil e uma Recopa Sul-Americana. Menino da Vila e companheiro inseparável de Neymar, ainda é rejeitado pela torcida pela forma que deixou o Peixe para fechar com o São Paulo em 2012.

O meia jogou por quatro anos pelo clube do Morumbi, até se transferir para o Sevilla-ESP. A passagem pelo futebol europeu, no entanto, foi frustrante. Nem mesmo quando jogou por empréstimo pelo Amiens-FRA, conseguiu se firmar. Em 2019, então, voltou ao Brasil para assinar com o Fluminense.

Santos