PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Grêmio procura encaixe no meio-campo à espera de Douglas Costa

Lucas Uebel/Gremio FBPA
Imagem: Lucas Uebel/Gremio FBPA

Jeremias Wernek

Do UOL, em Porto Alegre

15/06/2021 04h00

O Grêmio sabe que Thiago Santos, ex-Palmeiras, é titular e peça-chave do meio-campo atual. O restante do setor, no entanto, pode passar por constantes transformações. Tiago Nunes tem procurado encontrar encaixe, mas ainda não conseguiu. E toda combinação pode sofrer alteração quando Douglas Costa estiver liberado para estrear.

O Grêmio volta a campo contra o Sport, quinta-feira (17), pelo Campeonato Brasileiro. O jogo em Recife abre viagem casada, ou seja, depois o time encara o Cuiabá, fora de casa.

Nas duas partidas, é possível que o Grêmio tente outras formações no meio-campo. Jhonata Robert por dentro, e não mais aberto pelos flancos, foi a mais recente tentativa.

"O Thiago tem característica defensiva muito forte, tem pós-perda bem agressiva. Tem boa estatura, que é fator importante para bola parada. Em alguns jogos ele vai sair, como saiu, para contribuição ofensiva. Mas ele dá equilibro, sustentação, para outros jogadores jogarem. E a gente busca compor o setor. Com gente criativa, mas também com chegada no último terço", disse Tiago Nunes, treinador do Grêmio, após a derrota para o Athletico.

Além de Thiago Santos, Matheus Henrique é outro que tem status de incontestável. O camisa 7 segue no time pelo dinamismo entregue ao setor, em consequência da agilidade. O problema está na outra peça do meio-campo, o terceiro jogador, e também no encaixe com os pontas.

"O Grêmio durante muito tempo teve uma identidade claríssima. E a gente tenta dar continuidade, claro. Esse controle, com toque curto. E gente de lado que vinha compor com o meio-campo. Tinha volume com toque de bola e ia estourar a linha defensiva com Pepê, Ferreira, lateral. Com o passar do tempo, e característica de jogadores que chegaram, a característica não era repetida e era precisa casar de novo. E esse é o nosso desafio, encontrar isso com jogadores de um para um. Jogadores de velocidade. Existe busca de manutenção de identidade, mas com adaptação ao que temos hoje", citou Tiago Nunes.

Douglas Costa trabalha normalmente, depois de relatar contato com caso confirmado de covid-19, mas ainda não tem data oficial de estreia marcada. Quando o camisa 10 for liberado, também deverá ser testado por dentro e pelos lados. O encaixe dele também vai ser uma missão para a comissão técnica. Antes, outro quebra-cabeça precisa ser montado.

Futebol