PUBLICIDADE
Topo

Futebol

'Você podia ouvir um alfinete cair': fã conta tensão em estádio com Eriksen

Jogadores da Dinamarca pedem socorro médico para o colega Christian Eriksen  - Jonathan Nackstrand/Reuters
Jogadores da Dinamarca pedem socorro médico para o colega Christian Eriksen Imagem: Jonathan Nackstrand/Reuters

Colaboração para o UOL

14/06/2021 16h29

Os momentos após a queda do meio-campista dinamarquês, Christian Eriksen, foram arrepiantes e tensos para todos os presentes no Estádio Parken, em Copenhagen.

O camisa 10 dos donos da casa teve uma parada cardiorrespiratória durante o jogo contra a Finlândia, válido pela Euro 2020, e precisou ser reanimado ainda em campo. Enquanto Eriksen não acordava e os companheiros faziam um cordão de isolamento para evitar que as câmeras e os torcedores pudessem ver o corpo caído do jogador.

Um torcedor, que estava no setor da arquibancada bem em frente aonde Eriksen desabou, relatou o clima entre os torcedores enquanto o camisa 10 estava entre a vida e a morte. "Eu tenho que ser honesto: Achei que naquele momento havia acabado", relatou Brian Andersen ao jornal inglês "The Guardian".

Quando os procedimentos de reanimação começaram a serem realizados, os torcedores começaram a chorar, pensando que Eriksen não sobreviveria. Brian relata que assim que Eriksen foi retirado do gramado pelos médicos, os torcedores se dividiam entre aqueles que acreditavam na estabilização do quadro e aqueles que acreditavam na morte do camisa 10. "Os minutos que seguiram foram agonizantes", disse.

O momento de tensão foi finalizado pela esperança quando começaram a surgir as primeiras imagens de Eriksen acordado enquanto saia de campo com a ajuda dos médicos, mesmo assim as informações estava desencontradas. "Tudo o que podíamos fazer era aguardar um comunicado e torcer para que tudo ficasse bem", relatou o dinamarquês.

Brian diz que ficou orgulhoso de como os jogadores da seleção dinamarquesa reagiram e trabalharam para salvar a vida do amigo e companheiro. Nenhum torcedor ficou bravo ou triste com o gol sofrido ou o pênalti perdido, a situação de Eriksen foi o resto ser insignificante. "O momento em que as duas torcidas se uniram e cantaram o nome do Christian foi realmente lindo".

Christian Eriksen foi levado a um hospital próximo ao estádio, onde realizou exames. O jogador já está estabilizado e já conversou com a família e os companheiros de equipe.

Futebol