PUBLICIDADE
Topo

Futebol

ANÁLISE

Texto baseado no relato de acontecimentos, mas contextualizado a partir do conhecimento do jornalista sobre o tema; pode incluir interpretações do jornalista sobre os fatos.

Mauro: "São Paulo precisa repensar estratégia de jogo mais adequada"

Do UOL, em São Paulo

14/06/2021 04h00

Classificação e Jogos

Após três partidas, o São Paulo continua sem vencer no Brasileirão. Neste domingo (13), o Tricolor visitou o Atlético-MG e perdeu por 1 a 0 no Mineirão. O time comandado por Hernán Crespo soma apenas um ponto na competição, o que deixa a torcida apreensiva sobre a 'ressaca' da equipe após a conquista do título do Campeonato Paulista.

No Fim de Papo, live pós-rodada do UOL Esporte - com os jornalistas Isabela Labate, Mauro Cezar Pereira, Milly Lacombe e Renato Maurício Prado - a fase do São Paulo foi um dos assuntos em debate. Os comentaristas ressaltaram que, embora ainda não seja motivo de grandes preocupações, a fase atual do Tricolor exige um olhar mais cuidados por parte do treinador argentino.

Mauro vê o Tricolor em momento que exige atenção. "O São Paulo não chutou uma bola no gol. É uma sequência preocupante. Nos três jogos [do Brasileiro] foi mal. Teve o domínio do jogo contra o Atlético-GO, mas não ameaçava. Contra o Fluminense, o Flu jogou melhor e foi mais perigoso. A fase está complicada. O Crespo está parecendo o Tite na Copa do Mundo. Jogou o Paulista, 'sou o poderoso'. Bate no Brasileiro, 'opa, é um pouco diferente a história aqui'. Tem desfalques, problemas, mas acho que o São Paulo precisa repensar e ver qual sua estratégia de jogo mais adequada. O que funcionou no estadual não está funcionando tão bem", opinou.

Além dos desfalques por conta de convocações de seleções, o São Paulo também sente a ausência de alguns jogadores lesionados. O setor de criação perdeu Daniel Alves e Benítez, enquanto a marcação ficou sem Luan. A lista pode aumentar, já que Miranda foi substituído ainda no primeiro tempo após sentir um problema na coxa.

Para Renato, ter priorizado a disputa do Paulistão pode ter custado um custo elevado para o São Paulo. "O time deu tanta importância para o estadual, jogou para valer, não poupou. Não sei se gerou um desgaste que está cobrando seu preço no Brasileirão. O São Paulo não tem jogadores criativos à altura de Daniel Alves e Benítez. Mas perder do Atlético-MG no Mineirão é um resultado normal. A derrota não pode ser considerada uma crise. Não é o caso de acender o sinal de alerta", disse.

Embora também considere normal perder para o Galo, um dos principais candidatos na disputa pelo título brasileiro, Milly demonstrou preocupação com a fase atua do São Paulo. 'Sem Daniel Alves e Benítez, o São Paulo tem um vazio de ideias no meio-campo. Não finalizam e, quando fazem, finalizam errado. O contexto é preocupante. É o pior início de Brasileiro em décadas. Crespo tempo para corrigir, mas é agora. Chega de ressaca", finalizou.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do UOL

Futebol