PUBLICIDADE
Topo

Esporte

Inter afasta especulação e diz: Eriksen não teve covid e não foi vacinado

Christian Eriksen, da Inter de Milão, desmaiou em campo durante jogo da seleção dinamarquesa - MIGUEL MEDINA / AFP
Christian Eriksen, da Inter de Milão, desmaiou em campo durante jogo da seleção dinamarquesa Imagem: MIGUEL MEDINA / AFP

Do UOL, em São Paulo

13/06/2021 15h44

Classificação e Jogos

Giuseppe Marotta, diretor da Inter de Milão, negou que o meia dinamarquês Christian Eriksen tenha sido diagnosticado com a covid-19. Ele ainda declarou que o jogador não foi vacinado contra o coronavírus.

A declaração foi feita para desmentir uma possível influência do vírus ou da vacina no desmaio sofrido pelo jogador, ontem, na partida entre Dinamarca e Finlândia, pela Eurocopa.

Após cair em campo, Eriksen foi atendido no gramado e recebeu massagem cardíaca dos médicos. Ele foi transferido para um hospital e, segundo a Federação Dinamarquesa, está internado em estado estável.

"Ele [Eriksen] não teve covid e também não foi vacinado. Eu posso dizer que a equipe médica da Inter está em contato com a equipe médica da Dinamarca desde o início", disse o diretor à emissora Rai Sport.

Marotta se manifestou após uma especulação do médico Sanjay Sharma, que trabalhou com Eriksen no Tottenham.

Ao ser questionado sobre o que poderia ter motivado o desmaio de Eriksen, Sharma afirmou ao jornal Daily Mail que é possível que o meia tenha contraído um problema cardíaco desde que chegou à Inter de Milão no ano passado e fez uma relação com o coronavírus.

"Obviamente, tivemos a covid. Alguns jogadores de futebol podem ter tido infecção subclínica de covid, que pode ter resultado em cicatrizes no coração", afirmou Sharma.

Esporte